SOLIDARIEDADE

Instituto JCPM Recife realiza mais uma rodada de entrega de cestas básicas a estudantes da entidade

Nesta sexta-feira (23), 235 jovens foram contemplados pela doação de alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e ovos. Desde o começo da pandemia, IJCPM já doou 43.215 cestas básicas

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 23/04/2021 às 14:33
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
DOAÇÕES Desde o início da pandemia, o instituto já entregou 43.215 cestas básicas aos necessitados - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Com o alastramento da covid-19 no último ano, o estudante Bruno Lima, de 21 anos, viu a situação financeira apertar dentro de casa. Ao invés de três fontes de renda, como era antes, o sustento da família começou a depender apenas do salário da mãe, que trabalha como empregada doméstica. Agora, ela e seus dois filhos vivem por meio da redução de gastos e da ajuda de pessoas próximas e de entidades como o Instituto JCPM (IJCPM) de Compromisso Social Recife, instalado no Pina, Zona Sul da capital pernambucana. O jovem recebeu nesta sexta-feira (23) uma das 43.215 mil cestas básicas já doadas pela instituição desde o começo da pandemia. “Essa ajuda vai reforçar a nossa despensa por um bom tempo”, contou, agradecido.

Por volta das 8h, o IJCPM Recife abria as portas para receber seus 235 estudantes matriculados em 2021 em oficinas ou cursos gratuitos da instituição. Pouco a pouco, os jovens foram chegando de máscara, mantendo o distanciamento social em uma fila organizada por gradis e assinando uma ata para confirmar o recebimento da ajuda. Depois, tinham as mãos higienizadas com álcool em gel. Tudo feito sob a supervisão e o cuidado de uma equipe reduzida para evitar a transmissão do novo coronavírus. De lá, cada um saiu com uma cesta básica contendo alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e uma bandeja de ovos. Todos os itens foram comprados com recursos da própria entidade em mercados locais, com o intuito de ajudar, também, os pequenos empreendedores.

Nesta última ação, todos os estudantes do IJCPM Recife receberam, pela segunda vez, uma cesta básica. Mas, ao todo, desde o início da pandemia, a entidade distribuiu 43.215 mil cestas básicas, um aporte de R$ 3,5 milhões. Em março, foram doadas 2.955. Em abril, serão 3.392. Além dos estudantes do IJCPM Recife, recebem os insumos também as comunidades do Pina, Brasília Teimosa e Ilha de Deus. A escolha das famílias atendidas se deu através de sondagem e cadastros prévios, segundo a coordenadora de desenvolvimento social da instituição, Fábia Siqueira.

“Algumas foram entregues por entidades parceiras, e outras aqui no Instituto. São famílias cadastradas nas entidades, e o público que participou do Fundo Social, um apoio que o IJCPM deu no ano passado aos ambulantes para que eles pudessem retomar suas atividades no início da reabertura do mercado. Fizemos também uma sondagem nas localidades mais pobres das comunidades, com as famílias em maior grau de vulnerabilidade. Todo esse público está sendo atendido.”, explicou.

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. GIOVANA GAMA) - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. (MARIA DE FATIMA) - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. (FABIA SIQUEIRA) - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. (SAMANTHA VITORIA) - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. (BRUNO LIMA) - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
DOAÇÕES Desde o início da pandemia, o instituto já entregou 43.215 cestas básicas aos necessitados - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
PROTOCOLO Jovens que receberam os alimentos seguiram todas as regras sanitárias, como uso de máscara - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
CESTA BÁSICA. O IJCPM já distribuiu mais de 43 mil unidades. Ontem, foram mais de 200 - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
A família de Bruno Lima, 21, estudante de inglês do IJCPM, é sustentada apenas pelo salário da mãe, após ele e o irmão perderem os empregos durante a pandemia - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Instituto JCPM realiza no dia 23/04 doações de cestas básicas jovens que moram nas comunidades próximas. - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

Moradora de Brasília Teimosa e auxiliar de limpeza do IJCPM, Maria de Fátima da Silva, 53, diz se sentir “honrada” em participar da ação, porque ela vê, dentro da própria comunidade, dezenas de pessoas desempregadas e necessitando de ajuda. “Por lá, a realidade é muito crítica. Nessa pandemia muitas pessoas perderam o emprego e ficaram desempregadas, e o instituto vem dar esse apoio. É gratificante ver o que ele faz com a comunidade”. O próprio filho dela, José Edson, fez pré-vestibular e curso de informática na entidade, qualificações essenciais para o futuro profissional do jovem. “Ele está terminando o curso de Administração graças ao IJCPM. Ele foi Jovem Aprendiz aqui, estagiou no grupo durante 2 anos. Hoje, estagia na Polícia Federal, também com a ajuda do grupo, que o indicou”, relatou.

Edson não foi o único. Giovana Gama, de 17 anos, que também reside na comunidade de Brasília Teimosa, estuda português no IJCPM. O curso é, para ela, um reforço em seus estudos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. “Eu gosto de escrever, mas sou um pouco perdida nas palavras. O curso me guia como usá-las, e por isso escolhi fazê-lo”, disse. No começo da pandemia, o pai e a mãe da adolescente perderam os empregos e também foram auxiliados pela instituição. “Na época, o instituto deu um cartão alimentação, o que ajudou muito. Depois, eles conseguiram emprego, mas, recebendo esta cesta hoje, a gente vai economizar o dinheiro que gastaríamos com comida para usar em outras coisas.”

Já para Samantha Vitoria Araujo, 19, a cesta básica é um respiro para as contas de casa, já que a família autônoma viu as vendas de alimentos caírem com as restrições sanitárias. “Minha mãe está desempregada, e a gente vendia açaí, bolo de pote e mousse nas ruas, mas, com a pandemia, não podemos mais. Agora, só em casa, as vendas caíram muito. É complicado, porque dependemos disso. Com a cesta, vai ser menos um gasto.” No IJCPM, ela faz curso de inglês duas vezes por semana, o que é essencial para garantir o pleno aprendizado na graduação de fisioterapia. “O inglês vai me ajudar porque eu preciso dele para ler os artigos de pesquisas da faculdade, porque nenhum é em português. Eu sabia o básico antes de chegar aqui, o que a gente aprende na escola”, confessou.

Todos passaram pelo atendimento da recepcionista do IJCPM Maria Júlia Andrade, 25, que participou da entrega das cestas pela primeira vez. “Estou bem animada [com a ação]. É de partir o coração pensar que esses jovens possam estar tendo algum tipo de dificuldade na pandemia. A gente vê diariamente pessoas passando necessidade e sabemos que não podemos individualmente ajudar todo mundo. O pouco que podemos fazer, já dá uma alegria. Hoje, podemos transmitir essa alegria que estamos sentindo para eles também”, afirmou.

Instituto JCPM de Compromisso Social

O Instituto JCPM de Compromisso Social foi criado em 2007 pelo Grupo JCPM, que percebeu a necessidade de elevar o potencial de empregabilidade da juventude, ampliar conhecimentos gerais, estimular a leitura e proporcionar orientação comportamental. Presente no Recife, em Salvador, em Fortaleza e em Aracaju, já atendeu 45 mil jovens desde a sua fundação, a partir de iniciativas como elevação de escolaridade, cursos pré-universitário e de férias, qualificação profissional, jovem aprendiz e formação empreendedora. A entidade atua com jovens entre 16 e 24 anos que moram no entorno dos empreendimentos comerciais do grupo. No Recife, em 2012, foi inaugurada uma unidade no RioMar com uma estrutura completa, salas de aula e de convivência, biblioteca, auditório e sala de informática.

Comentários

Últimas notícias