NOTÍCIAS DA MANHÃ

CPI ouve vendedor que denunciou suposta propina, nova flexibilização em Pernambuco, chuvas. Comece o dia bem informado

Veja as principais notícias do Jornal do Commercio na manhã desta quinta-feira (1º)

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 01/07/2021 às 8:00
Notícia
Edilson Rodrigues/Agência Senado
A cúpula da CPI da Covid mudou a agenda prevista para esta quinta-feira (1º) - FOTO: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Leitura:

Confira o que você precisa saber para começar o dia bem informado

CPI da Covid ouve representante da Davati Medical Suply no Brasil

A  CPI da Covid mudou a agenda prevista para esta quinta-feira (1º) e decidiu ouvir o representante da Davati Medical Suply no Brasil, Luiz Paulo Dominguetti, em vez de Francisco Maximiano, da Precisa Medicamentos. Em entrevista a "Folha de S.Paulo", publicada nessa terça (29), Dominguetti disse ter recebido em fevereiro um pedido de propina do então diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, em troca de um contrato de vacinas. No mesmo dia, a pasta anunciou a exoneração de Roberto do cargo. Segundo Dominguetti, foi pedida propina de US$ 1 por dose de vacina e a negociação envolvia 400 milhões de doses

Leia mais:

CPI da Covid vai ouvir nesta quinta vendedor de vacina que denunciou suposta propina

Lira diz que não vai analisar superpedido de impeachment agora e que espera a CPI da Covid

Bolsonaro: Não vai ser com CPI integrada por 7 bandidos que vão nos tirar daqui

CPI vai recorrer da decisão Barroso que concedeu silêncio a Wizard, afirma Aziz

Carlos Wizard aproveitou depoimento na CPI para fazer palestra motivacional

Entenda o que é prevaricação, crime que a CPI da Covid investiga se Bolsonaro cometeu no caso Covaxin

"A CPI decidiu antecipar o depoimento do representante da empresa de vacinas Davati Medical Supply, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, que disse que recebeu proposta de propina US$ 1 por dose de vacina para venda ao Ministério da Saúde. Vai ser nesta quinta, a partir das 9h", informou o senador Omar Aziz, presidente da CPI.

Pedro França/Agência Senado
CPI tem período inicial de duração de 90 dias - Pedro França/Agência Senado

Nova flexibilização em Pernambuco

Expectativa para esta quinta-feira (1º) é de que o governo de Pernambuco anuncie um novo relaxamento das restrições adotadas por conta da covid-19. Agora, o avanço deve incluir o setor de eventos. As medidas em vigor nas Macrorregiões 1, 2 e 4, que englobam Grande Recife, Zona da Mata, Agreste e Sertão do Araripe e São Francisco, são válidas até o próximo domingo (4). A Macrorregião 3 (Sertão do Moxotó e Pajeú), que estava enfrentando regras mais rígidas, teve flexibilização nessa segunda-feira (28).

Leia mais:

Governo de Pernambuco deve anunciar nesta quinta-feira nova flexibilização das medidas de restrição

Trabalhadores da enfermagem realizam protesto em Pernambuco 

Pernambuco recebe novo lote da vacina contra covid-19 Astrazeneca/Fiocruz

Pernambuco recebe novo lote de vacina da Pfizer contra covid-19

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação no Centro do Recife - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

Dia de chuva em Pernambuco

Com início de manhã chuvoso, o mês de julho começa com temperaturas mais amenas e acumulados de água que ultrapassam os 50 milímetros em alguns pontos de Pernambuco nas últimas 24h. É o caso de Bonsucesso, em Olinda, no Grande Recife, que registrou 50,55 mm de chuvas, Ibura, na Zona Sul do Recife, com 50,14 mm, e Sirinhaém, na Zona da Mata, com 50,01 mm. 

Veja ranking de onde mais choveu nas últimas horas

As informações foram divulgadas no monitoramento da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), atualizado às 7h, e a precipitação deve continuar, considerando o aviso meteorológico emitido pela agência na tarde da quarta-feira (30), que foi renovado até as 12h desta quinta-feira (1º).

Leia mais: 

Apac renova alerta de chuvas com intensidade moderada para Mata Sul e Noronha, podendo atingir o Grande Recife

CORTESIA
O dia deve ser de chuvas no Grande Recife - CORTESIA

Comentários

Últimas notícias