INCIDENTE

Mais um ataque de tubarão é registrado na praia da Igrejinha de Piedade, Grande Recife

Incidente acontece duas semanas após um auxiliar de serviços gerais ter morrido após ser mordido pelo animal no mesmo ponto da Praia de Piedade

Katarina Moraes Roberta Soares
Katarina Moraes
Roberta Soares
Publicado em 25/07/2021 às 12:44
Notícia
Divulgação/ Corpo de Bombeiros
Ataque de tubarão na praia de Piedade, no domingo (25) - FOTO: Divulgação/ Corpo de Bombeiros
Leitura:

Um homem de 32 anos foi vítima de mais um ataque de tubarão na região da Igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, às 12h20 deste domingo (25). Após ter ido para o Hospital da Aeronáutica, na mesma cidade, ele foi conduzido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até o Hospital da Restauração, no Centro do Recife. 

Ao fim da tarde, ele saiu do bloco cirúrgico estável. A previsão é de que ele passe de 24 horas a 48 horas na sala de recuperação. Provavelmente, depois vai para a enfermaria de trauma do HR ou de um hospital particular.

Ataques de tubarão em Pernambuco: governo do Estado, Prefeitura de Jaboatão e pesquisadores precisam agir. E rapidamente

Igrejinha de Piedade: mais uma vez reduto de ataques de tubarão. Entenda a razão

Segundo o Corpo de Bombeiros de Pernambuco, a vítima sofreu lesões na parte posterior da coxa esquerda e glúteos, e estava em águas rasas. Os guarda-vidas realizaram a contenção da hemorragia, com o apoio da equipe de moto-resgate.

Pelas primeiras informações repassadas por testemunhas e confirmadas pelo Corpo de Bombeiros, o banhista estava no raso quando foi atacado. Era o segundo mergulho no mar que dava desde que chegou à praia e teria sido alertado por barraqueiros para não entrar na água devido a ataque ocorrido duas semans antes, no mesmo local, que matou um homem.

Divulgação/Corpo de Bombeiros
Bombeiros resgatam banhista atacado por tubarão na praia da Igrejinha de Piedade - Divulgação/Corpo de Bombeiros

HOMEM FOI ATACADO E MORREU

O incidente deste domingo (25) acontece exatamente duas semanas após o auxiliar de serviços gerais Marcelo Costa Santos, 51 anos, ter morrido após ser mordido pelo animal no mesmo ponto da Praia de Piedade. O tubarão chegou a amputar a mão direita da vítima e a causar um ferimento profundo em sua coxa direita. Ao chegar no hospital, a vítima teria sofrido uma parada cardiorrespiratória e falecido.

FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação na praia de Piedade em frente a igrejinha - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
A área da igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, é onde houve maior número de vítimas de mordidas de tubarão - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação na praia de Piedade em frente à igrejinha um dia após o último ataque - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação na praia de Piedade em frente à igrejinha um dia após o último ataque - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Vítima teve a coxa mordida e foi socorrida com vida - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação na praia de Piedade em frente a igrejinha um dia após o último ataque - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Movimentação na praia de Piedade em frente a igrejinha um dia após o último ataque - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
A área da igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, é onde houve maior número de vítimas de mordidas de tubarão - FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

Quando o caso deste domingo for confirmado, o Estado passará a ter 68 registros de ataques ou incidentes com tubarão em seu litoral registrados pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit) desde 1992.

O local campeão neste tipo de evento é a praia em frente à Igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, com 14 ataques de tubarão, incluindo o desta tarde. 

Segundo a especialista em tubarões, oceanóloga e professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco Rosângela Lessa, existe uma "situação favorável" que explica a recorrência de ataques na região. "Ali há uma abertura nos arrecifes que faz com que as águas do raso e das áreas mais fundas se relacionem. Então, se o tubarão tiver por ali, vai ter acesso às áreas mais rasas". Além disso, há também o fato de haver uma aprofundação da costa no local.

 

No último dia 20 de julho, o JC noticiou que o professor Jonas Rodrigues, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), um dos principais pesquisadores sobre incidentes com tubarão no Estado, encaminhou um laudo técnico ao Cemit recomendando que trechos das praias do Grande Recife sejam fechados temporariamente, por tempo indeterminado, por causa do risco de novos ataques com tubarões.

RESPOSTA DO PODER PÚBLICO

Ataques de tubarão em Pernambuco: governo do Estado, Prefeitura de Jaboatão e pesquisadores precisam agir. E rapidamente

 

INCIDENTES EM PERNAMBUCO
Até hoje, foram registrados 68 ataques de tubarão em Pernambuco desde 1992 (incluindo o deste domingo): 63 ataques no continente, sendo 27 no Recife, 25 em Jaboatão dos Guararapes, seis no Cabo de Santo Agostinho, quatro em Olinda, um em Paulista e outro em Goiana. Em Fernando de Noronha, quatro pessoas foram vítimas dos tubarões. Há, ainda, dois casos em análise pelo Cemit em Noronha, que ainda não foram oficialmente incluídos no relatório.

Do total de vítimas, 26 não resistiram aos ferimentos, e 41 sobreviveram - muitas sofreram amputações. Além da Igreja de Piedade (19,35%), o ponto onde mais foram registrados incidentes no continente foi no Acaiaca (11,29%), na Praia de Boa Viagem. Em Fernando de Noronha, cada um dos quatro ataques aconteceu em localidades diferentes.

Comentários

Últimas notícias