Comissionado

Paulo Câmara nomeia Pedro Campos, irmão de João Campos, para cargo comissionado no Governo de Pernambuco

O jovem de 26 anos vai concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados nas eleições de 2022, devendo ser o principal puxador de votos do PSB em Pernambuco

Mirella Araújo
Cadastrado por
Mirella Araújo
Publicado em 09/10/2021 às 9:48 | Atualizado em 09/10/2021 às 9:53
ANDRÉA RÊGO BARROS/DIVULGAÇÃO
Pedro Campos integrou a comitiva do governador Paulo Câmara em agenda nesta sexta-feira (8) - FOTO: ANDRÉA RÊGO BARROS/DIVULGAÇÃO
Leitura:

O engenheiro e pré-candidato a deputado federal Pedro Campos, irmão do prefeito do Recife, João Campos (PSB), foi nomeado pelo governador Paulo Câmara (PSB), para um cargo comissionado no Governo do Estado. O ato foi publicado na edição do Diário Oficial, deste sábado, onde consta que ele exercerá o cargo de Gerente de Projetos Especiais, da Secretaria de Planejamento e Gestão.

O jovem de 26 anos vai concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados nas eleições de 2022, devendo ser o principal puxador de votos do PSB em Pernambuco. Por isso, ele deverá sair do cargo em abril - período para desincompatibilização para quem ocupa cargo público e deseja se candidatar a um cargo eletivo.

A candidatura de Pedro Campos foi confirmada por seu irmão, o prefeito João Campos, em primeira mão ao Blog de Jamildo. "Tudo que ele fez na vida foi primeiro ou segundo", comentou João Campos. Questionado se vai se dedicar à candidatura de Pedro, o prefeito respondeu bem humorado: "Vou trabalhar no Recife, mas fora do horário de expediente posso fazer qualquer coisa. O problema é que o horário de expediente vai até meia-noite".

Nesta sexta-feira (8), o engenheiro integrou a comitiva do governador Paulo Câmara, na cidade de Itambé, na Mata Norte, que faz parte das ações do programa Plano de Retomada, do Governo de Pernambuco. Vale destacar, que antes de ser candidato a deputado federal e prefeito do Recife, João Campos também foi nomeado para cargo no Executivo estadual, onde passou a ocupar a Chefia de Gabinete do Governo, em 2016.

Comentários

Últimas notícias