Eleições 2022

Miguel Coelho quer auxílio estadual de R$ 300 para programa de atenção a famílias vulneráveis

O pré-candidato a governador pelo União Brasil defendeu a instituição de um auxílio social com duração mínima de 12 meses

Mirella Araújo
Cadastrado por
Mirella Araújo
Publicado em 09/05/2022 às 18:10
 Jonas Santos
Miguel defende auxílio estadual de 300 reais para programa de atenção a famílias vulneráveis - FOTO: Jonas Santos
Leitura:

O pré-candidato a governador de Pernambuco, Miguel Coelho (UB), defendeu, nesta segunda-feira (9), a instituição de um auxílio social no valor de R$ 300 por mês para as famílias em situação de vulnerabilidade. De acordo com o ex-prefeito de Petrolina, o benefício teria duração mínima de 12 meses e se complementaria a projetos de capacitação profissional para a inserção da população de baixa renda no mercado de trabalho.  

De acordo com dados do IBGE, citados pelo pré-candidato, no recorte das famílias mais pobres, Recife é a capital que tem o menor rendimento no Brasil, R$ 104,46. “Isso não paga um botijão de gás. Vamos criar um programa social que possa garantir R$ 300,00 por mês para todas as famílias que hoje estão nos programas sociais, unificando e ajudando os pernambucanos neste momento de maior vulnerabilidade", declarou. 

"Mas não queremos que essas famílias fiquem dependentes disso, vamos promover cursos e exigir que os beneficiários participem para que eles possam ganhar um, dois, três salários mínimos, possam abrir um negócio. Resumindo, queremos que as pessoas tenham dignidade e futuro”, explicou Miguel em entrevista à Rádio Plenitude, no Recife, na última sexta (06).

Outro ponto reforçado pelo do pré-candidato do União Brasil é a redução em 30% do ICMS sobre energia, o que vai baratear a conta de luz. Miguel Coelho também falou sobre zerar o IPVA de motociclistas de até 160 cilindradas e carros com mais de 10 anos de uso.

“O governo tem que buscar caminhos para tirar nosso estado dessa situação de tristeza, dessa falta de perspectiva. As pessoas tem que fazer uma reflexão entre continuar o que está aí ou buscar alguma alternativa que anime e traga esperança”, declarou.

Comentários

Últimas notícias