12
mar

Ciclistas também têm regras no trânsito. Conheça as principais

Publicado por Roberta Soares às 12:09

Andar de bicicleta é ótimo para a saúde, bom para a fluidez do trânsito e muito melhor para o planeta, porém nos últimos dias muitos acidentes ocorreram em diversas cidades do País envolvendo ciclistas. Para evitar estas tragédias, como em todas as outras condições, deve-se ter muito cuidado e respeito com as leis de trânsito.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a bicicleta é um veículo (de propulsão humana) e o ciclista, por este motivo, quando está pedalando, deve respeitar todas as regras de trânsito, como semáforos, sinalização e circulação na mão correta de direção. “As bicicletas são frágeis e vulneráveis e por isso os demais veículos devem zelar pela segurança dos ciclistas, mas estes também devem respeitar as leis para não contribuir com atitudes de risco”, afirma Elaine Sizilo, especialista e consultora do Portal do Trânsito.

De acordo com o CTB os ciclistas devem utilizar ciclofaixas, ciclovias ou acostamentos. Quando não houver, devem usar o bordo direito da pista, no mesmo sentido dos demais veículos. “É proibido ao ciclista andar na contramão dos carros, o que é muito comum de se observar nas vias brasileiras”, destaca Sizilo. Ainda segundo o CTB, é proibido pedalar em calçadas, passarelas e outras vias exclusivas para pedestres. “Nesse caso, o ciclista deve sair da bicicleta e empurrá-la, assim equipara-se em direitos e deveres com os pedestres”, diz a especialista.

Regras para os ciclistas
O ciclista, para zelar pela sua segurança, deve usar sempre equipamentos como capacete, óculos ou viseira, cotoveleiras, joelheiras e roupas apropriadas, claras e coloridas. O capacete pode diminuir em até 90% a chance de traumatismo craniano em caso de queda.

O CTB define também alguns equipamentos como obrigatórios em bicicletas: espelho retrovisor esquerdo, campainha, refletores (olhos de gato) dianteiro, traseiro e laterais.

Outros cuidados básicos: maior atenção nas conversões e cruzamentos, estes são os locais de maior índice de acidentes. Os ciclistas devem sinalizar sempre a intenção de realizar alguma manobra, devem evitar também ruas muito movimentadas (grandes avenidas, rodovias). “O ciclista tem que estar muito atento com veículos estacionados, pois uma porta pode se abrir a qualquer momento, além disso, deve ter atenção com saídas de garagem”, alerta Sizilo.

Ciclistas em grupo devem trafegar em filas. Outra recomendação é utilizar a bicicleta apenas para pequenas e médias distâncias.

Regras para os motoristas
Os motoristas também devem seguir regras para evitar acidentes com ciclistas. A principal delas é manter distância lateral de pelo menos 1,5 m da bicicleta. “O condutor de veículo deve conferir constantemente a presença de ciclistas através dos retrovisores, com especial atenção aos pontos cegos. À noite, entender que é mais difícil notar os ciclistas”, diz Sizilo.

“Os veículos de maior porte são responsáveis pelos de menor, por isso é muito importante que os condutores respeitem a fragilidade do ciclista e tenham atenção constante a estes usuários do trânsito, que é um espaço de todos”, conclui a especialista.

Do Portal do Trânsito