27
dez

Cinema pernambucano tem mais de 100 projetos audiovisuais em andamento para 2017

27 / dez
Publicado por Ernesto Barros às 7:24

boineon
Juliano Cazarré em cena de Boi Neon, de Gabriel Mascaro. Foto: Mateus Sá.

Com uma produção audiovisual multiplataforma – cinema, TV, On Demand e Streaming –, o cinema brasileiro vive seus primeiros anos de apogeu econômico, graças às medidas de apoio coordenadas pela Ancine – Agência Nacional de Cinema. Em 2014, o setor injetou R$ 24,5 bilhões na economia do País. Em Pernambuco, a produção vem crescendo desde a criação do Edital do Audiovisual, que completa 10 anos em 2017. Nos últimos três anos, a verba ficou ainda maior com a entrada dos recursos do FSA – Fundo Setorial do Audiovisual, que triplica o valor definido pelo Governo estadual. Algo em torno de R$ 100 milhões foram investidos no período.

Não é por outro motivo que mais de 100 produções com o DNA pernambucano estão em andamento em vários estágios – de produções finalizadas a ideias para filmes e séries de TV em desenvolvimento de roteiro. A criação dos núcleos criativos, que liberou cerca de R$ 1 milhão às produtoras pernambucanas – Atelier, Rec, Cinemascópio, Aroma e Símio/Trincheira – funciona como uma sementeira. Os frutos já estão à vista.

Em 2017, o Estado vai se transformar num grande set de filmagens. Até agora, já são 32 longa-metragens com possibilidades reais de filmagens durante o ano. Algumas, pelo menos três, serão filmadas fora do país em regime de coprodução: King en Asunción, de Camilo Cavalcante, será filmada no Uruguai, e Rojo e Chico Ventana Também Queria ter um Submarino, coproduzidas pela Desvia (Rachel Daisy Ellis), também serão realizadas na América Latina.

No entanto, o que mais chama a atenção é que muitos cineastas pernambucanos vão arregaçar as mangas em 2017. Agora em janeiro, Cláudio Assis se prepara para dirigir Piedade, com filmagens em Suape e na Ilha de Itamaracá e um grande elenco encabeçado por Matheus Nachtergaele, Irandhir Santos, Cauã Reymond e Fernanda Montenegro.

Ainda neste semestre, Kleber Mendonça Filho realiza em parceria com Juliano Dornelles o muito falado terror Bacurau. Além deles, Lírio Ferreira, Marcelo Lordello, Daniel Bandeira, Marcelo Gomes, Eduardo Morotó e Paulo Caldas, entre outros, vão fazer seus novos filmes.

PRODUÇÃO DO CINEMA PERNAMBUCANO

Estreias em 2016

Boi Neon, de Gabriel Mascaro
O Gigantesco Ímã, de Petrônio de Lorena e Tiago Scorza
A Luneta do Tempo, de Alceu Valença
Big Jato, de Cláudio Assis
Brasil S/A, de Marcelo Pedroso
Aquarius, de Kleber Mendonça Filho
O Mestre e o Divino, de Tiago Campos

Finalizados

Animal Político, de Tião
A Serpente, de Jura Capela
Todas as Cores da Noite, de Pedro Severien
O Silêncio da Noite é que Tem Sido testemunha das Minhas Amarguras, de Petronio
Super Orquestra de Arcoverdense de Ritmos Americanos, de Sergio Oliveira
Câmara de Espelhos, de Déa Ferraz
O Jardim das Aflições, de Josias Teófilo
A Lenda do Jorge Cabeleira, de Eduardo Pereira
Prometo um Dia Deixar Essa Cidade, de Daniel Aragão
Para Ter Onde Ir, de Jorane Castro
Martírio, de Vincent Carelli, em colaboração com Ernesto de Carvalho e Tita
Invólucro, de Caroline Oliveira
Danado de Bom – As Histórias e a Vida de João Silva, de Deby Brennand
Índios Zoró, de Luiz Paulino dos Santos
Maracatu Sagrado, de Tiago Melo
Santo Daime, o Império da Floresta, de André Sampaio
Terecô da Mata do Codó, de Ananias de Caldas

Montagem e Finalização

O Atelier da Rua do Brum, de Juliano Dornelles
Amores de Chumbo, de Tuca Siqueira
Superpina, de Jean Santos
Acúçar, de Renata Pinheiro e Sergio Oliveira
Organismo, de Jeorge Pereira
O Cão Sem Plumas, de Cláudio Assis
Camocim, de Quentin Delaroche
Saudade, de Paulo Caldas
Modo de Produção, de Dea Ferraz
Mateus, de Déa Ferraz
Joaquim, de Marcelo Gomes
Em Nome da América, de Fernando Weller
Azougue Nazaré, de Tiago Melo
Parquelândia, de Cecília da Fonte
Choque, de Marcelo Pedroso
A Transformação de Canuto, de Ernesto de Carvalho e Ariel Ortega
Trago minha obra, de Ernesto de Carvalho
Jackson e imagens, de Cacá Texeira e Marcus Vilar
Seu Cavalcanti, de Leonardo Lacca
Te Sigo, de Cecília Araújo
John África na Terra dos Leões, de Filipa Reis e João Miller
Beco, de Camilo Cavalcante

Filmagem em 2017

Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles
Bitboys, de Leo Falcão
Sujeito Oculto, de Leo Falcão
Paterno, de Marcelo Lordello
A Morte Habita a Noite, de Eduardo Morotó
Maria Prestes, de Ludimila Curi
Acqua Movie, de Lírio Ferreira
Cafi, de Lírio Ferreira
Giury, de Mariana Lacerda
Maguebit, de Jura Capela
Carro Rei, de Renata Pinheiro
Fim de Semana no Paraíso Selvagem, de Pedro Severien
Piedade, de Cláudio Assis
HIV e VHS, de Gustavo Vinagre e Fábio Leal
Isolar, de Leonardo Sette
King Kong en Assunción, de Camilo Cavalcante
Sertão Mar, de Paulo Caldas
O Homem Americano, de Paulo Caldas
Pernambuco Renegade, de Marcelo Pedroso.
Yellow Cake, de Tiago Melo
Propriedade Privada, de Daniel Bandeira
Adeus, Capitão, de Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho e Tita
Sábado Morto, de Leonardo Lacca
Rojo, de Benjamin Naishtat
Chico Ventana Também Queria ter um Submarino, de Alex Piperno
Obreiro, de Gabriel Mascaro
O Recife Assombrado, de Adriano Portela
Greta Garbo Quem Diria Acabou no Irajá, de Armando Praça
Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes
Casa, de Letícia Simões
Espumas ao Vento, de Taciano Valério
Légua Tirana, de Marcos Carvalho

Produções para TV em 2017

Entrenós, de Pablo Polo (segunda temporada)
África da Sorte, de Renata Pinheiro e Sergio Oliveira
Ouro Velho, Mundo Novo, de Cláudio Assis e Lírio Ferreira
Múltiplo Valdi, de Rafael Coelho
Borboletas e Sereias, de Bárbara Cunha e Paulo Caldas
Terroir Brazil, Comida é Arte, de Paulo Caldas e Bárbara Cunha
Saudade, de Paulo Caldas
Nosso Ofício, de Tuca Siqueira
Um Mundo Melhor, de Paulo Caldas, Ivan Moraes e Cézar Maia
Vulneráveis, de Déa Ferraz, Carol Vergolino, Fabiana Moraes, Tuca Siqueira, Getsemane Silva, Nathália Gomes
Paixão e Luta, de Paulo Caldas (Série Espírito de Luta, do Canal Combate.
A Lama dos Dias, de Hilton Lacerda e Helder Aragão
Na Contramão, de Marcelo Pinheiro
Mistéria, de Daniel Bandeira
Delegado, de Tião, Marcelo Lordello e Leonardo Lacca
Histórias de Fantasmas Verdadeiros para Crianças, de Mariana Lacerda
Os Filmes Começam na Calçada, de Kleber Mendonça Filho
Fãtásticos, de André Pinto
Pé na Rua, de Cézar Maia

 

 

Produção para a TV e Cinema (desenvolvimento)

Hospital Privado, de Juliano Dornelles (TV)
Cavalo de Força, de Juliano Dornelles (cinema)
Terra Nua, de Nara Normande (cinema)
O Último Quintal, de Fellipe Fernandes (cinema)
Ipanemas, de Wilson Freire (cinema
Cosplay, de Fábio Leal (cinema)
Menina Noiva, de Bárbara Cunha (cinema)
Trovão Azul (série de TV)
Refém Cordial, de Getsemane Silva (cinema)
Golpe de Vista, de Déa Ferraz (cinema)
Cinéticas (TV)
O Romance que Ninguém Leu (cinema)
Estrada Irineu Serra, de Tiago Melo e Pedro Sotero (cinema)
Brinquedo de Babaçoeira, de Tiago Melo (cinema)
O Centro da Terra, de Gabriel Mascaro (cinema)
CPI, de Leonardo Sette (cinema)
O Cordeiro, de Leonardo Sette (cinema)
Buenozaire, de Tuca Siqueira (cinema)
Marina e o Skylab, de Adelina Pontual (cinema)
Índios do Brasil (TV)
Desenha, Bia (TV)
Além da Lenda (TV)


Veja também