Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

LUTO

Flamengo, clube do coração de Marília Mendonça, presta homenagem e lamenta morte da cantora

Marília foi vítima de um acidente aéreo

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 05/11/2021 às 18:57 | Atualizado em 06/11/2021 às 11:42
ANDRé CARDOSO / ESTADÃO CONTEÚDO
Cantora Marília Mendonça morre aos 26 anos em acidente aéreo em Minas Gerais. - FOTO: ANDRé CARDOSO / ESTADÃO CONTEÚDO
Leitura:

Clube do coração da cantora Marília Mendonça, o Flamengo prestou homenagens à cantora por meio de postagens nas redes sociais. Marília morreu, na tarde desta sexta-feira (5), em um acidente aéreo ocorrido no município de Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais. 

>> Morre a cantora Marília Mendonça, após queda de avião em Minas Gerais

>> Clubes do Brasil lamentam morte da cantora Marília Mendonça

>> Neymar lamenta a morte de Marília Mendonça: "Me recuso acreditar"

Nascida em Cristianópolis (GO), mas criada na capital Goiânia, a cantora teve seu primeiro contato com a música através da igreja e começou a compor quando tinha 12 anos de idade, passando a escrever músicas para vários cantores da música sertaneja. Apesar de ser goiana, Marília torcia pelo rubro-negro carioca. 

O acidente ocorreu na BR 474, próximo à Pousada Rodrigo Godinho, na Zona Rural de Piedade de Caratinga. O socorro foi pedido por volta de 15h30. A cantora estava indo para um show em Caratinga, município vizinho. Antes de embarcar, fez um vídeo em que aparece entrando no avião e publicou nas redes.

>>Marília Mendonça: Vinícius Júnior e outros jogadores lamentam morte da cantora

>> Sport, Náutico e Santa Cruz lamentam a morte da cantora Marília Mendonça nas redes sociais

A aeronave era um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) afirmou que documentação estava em dia e que ela tinha permissão para fazer táxi aéreo.

Carreira meteórica

Marília Mendonça deixou um legado para a música sertaneja, sendo o principal nome a catapultar o movimento "feminejo", que inseriu as mulheres no ritmo tradicional do Centro-Oeste do país durante a década de 2010.

Nascida em Cristianópolis (GO), mas criada na capital Goiânia, a cantora teve seu primeiro contato com a música através da igreja e começou a compor quando tinha 12 anos de idade, passando a escrever músicas para vários cantores da música sertaneja.

>> Por que o avião de Marília Mendonça caiu? William Waak explica o que deve ter acontecido

>> Tragédia: produtor de Cristiano Araújo morreu no acidente aéreo com Marília Mendonça

Ainda menor de idade, Mendonça começou a se destacar como compositora. Aos 12 anos iniciou nas escritas com a canção "Minha Herança". Nesse mesmo período, compôs também "Vai ter Balanga". Mesmo com pouca idade, ela colecionava grandes sucessos como compositora, como "É Com Ela Que Eu Estou" - na voz de Cristiano Araújo, "Até você voltar" e "Cuida Bem Dela" - sucessos de Henrique & Juliano.

Em 2015, Marília, aos 20 anos de idade, gravou seu primeiro DVD. Quando lançou este trabalho, impressionou o Brasil, pois de lá saíram sucessos que foram destaques nacional, como "Sentimento Louco" e "Infiel", esta última foi uma das músicas mais cantadas e tocadas do ano de 2016.

>> Pai do filho de Marília Mendonça, Murilo Huff se pronuncia pela primeira vez sobre a morte da cantora

>> Análise: Marília Mendonça reinventou a sofrência para os nossos tempos

No ano seguinte, Marília Mendonça lançou seu segundo DVD intitulado de Realidade, no repertório músicas inéditas sendo que uma delas virou hit, como "Eu Sei de Cor" e outra já conhecida pelo público como a "Infiel".

Antes da pandemia, Marília Mendonça fazia uma média de 25 shows por mês, sendo reconhecida como a "rainha da sofrência". Além de músicas em novelas e coletâneas de sucesso, multidões acompanhavam a cantora nos shows em que se apresentava, tanto nos dela individual, como em eventos como Festeja e Festa das Patroas.

Comentários

Últimas notícias