Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

balanço

Saiba quanto o Náutico arrecadou e recebeu de público com a volta das torcidas em 2021

Contra o Avaí, o Timbu fez a sua última partida em casa neste Brasileirão. Confira o borderô das seis partidas que os alvirrubros fizeram em Pernambuco

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 22/11/2021 às 10:57
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
O controle de imunização permanecerá o mesmo, apesar do aumento da capacidade - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

A derrota por 2x1 para o Avaí no último domingo (21) marcou a despedida do Náutico do seu torcedor em 2021. Como a próxima e última partida da Série B acontecerá fora de casa, contra o Cruzeiro no Mineirão, os alvirrubros só se reencontrarão com o time no ano que vem.

Ao todo, o Timbu realizou seis partidas como mandante no Brasileirão deste ano desde que as torcidas foram liberadas a voltar para os estádios em Pernambuco. Ao contrário do início do certame, quando chegou a liderar a competição por 14 rodadas de maneira invicta, os alvirrubros não tiveram muitos atrativos para comparecer em grande número aos Aflitos quando puderam retornar, já que as chances de acesso se tornaram remotas. Isso se refletiu na arrecadação do clube e na presença do público.

O Blog do Torcedor levantou o borderô de todos estes jogos que o Náutico atuou em casa. Somando os confrontos, 13.190 pessoas foram à campo, rendendo uma média de 2.198 torcedores por partida. É bem verdade que a quantidade não foi maior devido às restrições de público de acordo com a capacidade de cada estádio. Como o Eládio de Barros Carvalho é o menor da capital pernambucana, a maioria dos jogos não poderia receber mais que 2.500 pessoas, pelas recomendações dos órgãos sanitários.

Em relação à renda, o Timbu arrecadou R$ 258.559,00 com ingressos vendidos. Mas isso não significa que o clube colocou todo esse dinheiro no caixa. Todas as partidas têm custos obrigatórios, como recolhimento do INSS, taxas da Federação Pernambucana de Futebol, além dos gastos com transporte e hospedagem da arbitragem. Diante disso, os alvirrubros só embolsaram R$ 98.908,00. Além dos impostos citados, três partidas tiveram saldo negativo para o Náutico. Foram nos jogos contra o CRB, Coritiba e Sampaio Corrêa (confira abaixo).

Como já falamos, o Timbu ainda tem um último confronto pela Série B, mas longe de casa, próxima quinta-feira (25), contra o Cruzeiro, no Mineirão. Independente do resultado, os alvirrubros terminarão a competição na 8ª colocação, já que não conseguirá alcançar o CRB (7º), que tem 57 pontos, ou ser ultrapassado pelo Vasco (9º), com 49, mas que tem uma vitória a menos e saldo inferior de -6 em relação aos pernambucanos. 

Confira o detalhamento dos borderôs do Náutico na Série B 2021:

Náutico 1x3 CRB
Público: 649
Renda: R$ 20.115,00
Lucro: R$ -5.843,00

Náutico 3x2 Goiás
Público: 2.742
Renda: R$ 60.615,00
Lucro: R$ 31.202,00

Náutico 2x2 Vasco
Público: 3.080
Renda: R$ 114.480,00
Lucro: R$ 78.065,00

Náutico 2x1 Coritiba
Público: 2.273
Renda: R$ 24.330,00
Lucro: R$ -4.661,00

Náutico 2x1 Sampaio Corrêa
Público: 2.002
Renda: R$ 19.756,00
Lucro: R$ -4.855,00

Náutico 1x2 Avaí
Público: 2.462
Renda: R$ 19.263,00
Lucro: não divulgado

Pensando em 2022

No próximo dia 5 de dezembro, o Náutico terá as eleições para definir o seu novo presidente. O Blog do Torcedor está entrevistando todos os candidatos ao pleito. Até agora, Bruno Becker e Diógenes Braga já participaram da sabatina. Confira as conversas na íntegra:

DIÓGENES BRAGA:


BRUNO BECKER:

 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias