Dicas e informações de viagens, férias e turismo
Turismo de Valor

Descubra dicas de viagem e roteiros para as férias, além dos destinos e atrações que estão em alta no turismo.

PONTAL DE MARACAÍPE

Como chegar e o que fazer no Pontal de Maracaípe, a 3 km de Porto de Galinhas

O Pontal de Maracaípe, distante três quilômetros do centro de Porto de Galinhas, tem atraído visitantes que procuram uma praia mais calma

Flávio Oliveira
Cadastrado por
Flávio Oliveira
Publicado em 01/02/2022 às 15:07 | Atualizado em 17/05/2022 às 8:29
Vinicius Lubambo / Divulgação
As conhecidas jangadas de Maracaípe - FOTO: Vinicius Lubambo / Divulgação
Leitura:

É comum que Porto de Galinhas, em Ipojuca, seja sempre lembrada nas listas de praias mais bonitas do Brasil. Ela faz jus ao título, mas, longe do centro de Porto, um local vizinho também não deixa a desejar: o Pontal de Maracaípe

Veja também: 5 lugares fora do óbvio para viajar em Pernambuco

O grande atrativo para quem visita Maracaípe é a calmaria, sobretudo em tempos de covid-19. Por ser mais afastada do centro de Porto de Galinhas, o local chama atenção de quem quer fugir de aglomerações. 

Onde fica e como chegar ao Pontal de Maracaípe

Distante três quilômetros do centro de Porto de Galinhas, chegar ao Pontal de Maracaípe não é uma grande dificuldade. É possível pegar um carro de aplicativo no local, trajeto que leva cerca de dez minutos e custa, em média, R$ 10

Quem visita o Pontal precisa caminhar por um trajeto curto antes de chegar na praia, já que carros ficam até certo ponto do local. A caminhada é pequena e dura aproximadamente cinco minutos. Depois, é só escolher um dos vários bares na praia ou ficar na areia.

Flávio Oliveira / Especial para JC Imagem
Início e final do pequeno trajeto que liga o ponto de desembarque dos veículos à praia de Maracaípe - Flávio Oliveira / Especial para JC Imagem

Passeio de jangada no rio Maracaípe

No local, também é possível andar de jangada pelo rio Maracaípe. O passeio é feito em cerca de 40 minutos, mas vale muito a pena. Para fazê-lo basta se dirigir ao "estacionamento" das jangadas, uma espécie de pequeno porto.

Lá fica um pequeno posto da associação dos jangadeiros da área onde é possível comprar o ingresso. Cada embarcação leva até seis pessoas.

 

No passeio, as jangadas navegam por áreas de mangue, mostrando a rica vida animal existente ali com centenas de caranguejos. É lá que os jangadeiros dão uma aula sobre o funcionamento do ecossistema local e mostram a importância da preservação do meio ambiente.

Leonardo Vasconcelos / Especial para JC Imagem
Em Maracaípe, o passeio de jangada passa pelo mangue - Leonardo Vasconcelos / Especial para JC Imagem

Logo depois as embarcações seguem para a região do Pontal mesmo, perto do encontro das águas do mar com as do Rio Maracaípe. O local, que já é bonito, fica ainda mais nos fins de tarde. A dica é, se possível, agendar o passeio para este horário.

É nesta área onde ocorre uma parada no banco de areia para que o jangadeiro, com todo o cuidado, mergulhe e capture os cavalos-marinhos que são colocados em potes de vidro para o turista observar. Pouco tempo depois eles são devolvidos com segurança ao hábitat natural.

Leonardo Vasconcellos / Especial para o JC Imagem
O passeio de jangada em Maracaípe termina com a observação dos cavalos-marinhos - Leonardo Vasconcellos / Especial para o JC Imagem

No fim, vale aproveitar e curtir um pôr do sol do lugar. O Pontal de Maracaípe revela uma baita paisagem para se despedir de um dia.

 

Comentários

Últimas notícias