28
ago

Antes e depois para inspirar

28 / ago
Publicado por Luana Ponsoni às 13:54

 

Dominar o efeito sanfona não é missão das mais simples. Justamente por isso, muita gente cai na desmotivação e passa a não contabilizar mais os quilos ganhos após atingir certo objetivo, engordando progressivamente. A psicóloga pernambucana Rafaela Angelina se viu em meio a dietas malucas, emagrecimento rápido e ganho de peso ainda mais veloz durante muito tempo. Até que, em 2016, decidiu que era o momento de mudar em definitivo.

“Caiu a minha ficha, quanto a vida que eu estava levando e do que eu queria para o meu futuro. Me sentia sem graça, sem energia, sem disposição e sem motivação para muitas coisas”, relembrou.

O primeiro passo foi procurar um nutricionista esportivo, que elaborou uma dieta com base em tudo que ela gostava. “No dia em que recebi a minha dieta, pensei: ‘preciso focar’ e foi isso que fiz. A mudança dos hábitos foi radical, passei a fazer oito refeições diárias (a primeira começando as 5h20 da manhã e a última as 23h30h), ao invés de 2 refeições (almoço e jantar). Nunca gostei de comer frutas e verduras, mas acabei inserindo (aos poucos) na minha alimentação e, com o passar do tempo, me acostumei”, relembrou.

A meta de comer melhor foi unida a de se exercitar com regularidade. No começo, Rafael passava até três horas na academia, emendando diferentes aulas. Só depois que o ponteiro da balança já tinha baixado consideravelmente foi que ela passou a investir na musculação, para conquistar massa magra.

A mudança foi radical, perdi 14 quilos (em 11 meses) e ganhei a admiração das pessoas.  Hoje me sinto mais feliz, mais motivada e com muito mais disposição para brincar com minha filha. Minha família em especial, me vê como outra pessoa em todos os sentidos”

Rafaela Angelina, psicóloga.

Após enxugar os quilinhos extras, Rafaela mantém a dieta e já se diz totalmente adaptada à alimentação saudável, apesar de ainda gostar de massas, doces e fast food.  “Hoje me policio muito mais. As vezes, quando cometo algum exagero, até me sinto mal. Tudo é uma questão de costume e reeducação alimentar. Não adianta fazer várias dietas loucas, como eu mesma já fiz, porque o resultado não irá durar. Continuo fazendo atividade física (musculação), com o foco em ganho de massa muscular e perda de gordura”, contou.

 


Veja também