Buscas

Secretário de Segurança Pública de Goiás espera que Lázaro Barbosa seja capturado até este sábado (19)

"Serial killer do DF" é procurado há 11 dias, suspeito de matar quatro pessoas da mesma família em Ceilândia, além de outros crimes

Amanda Azevedo
Douglas Hacknen
Ana Maria Miranda
Publicado em 19/06/2021 às 8:45
Notícia
GABRIELA BILó/ESTADÃO CONTEÚDO
Uma força-tarefa com cerca de 200 policiais foi montada e tem usado o distrito de Girassol, área rural de Cocalzinho, como base - FOTO: GABRIELA BILó/ESTADÃO CONTEÚDO
Leitura:

O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, espera que Lázaro Barbosa, conhecido como "serial killer do DF", seja capturado até a manhã deste sábado (19). O homem de 32 anos é um dos mais procurados do Brasil atualmente; ele está foragido há 11 dias e é suspeito de matar quatro pessoas da mesma família em Ceilândia, além de outros crimes. "Cada dia a gente conhece mais ele. Cada dia a gente conhece mais o terreno. Cada dia a nossa tropa está mais preparada", disse o secretário.

Apesar disto, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), declarou no mesmo dia que as buscas podem durar até um mês. "Eu pedi o máximo de cautela. Temos tempo. Não precisa atropelar [...] Ele está cercado, dentro da circunscrição e não vai escapar de ser capturado. Pode ter 10, 20, 30 dias", disse o governador.

Durante a semana, o Ministério da Justiça chegou a anunciar o envio de um efetivo de pouco mais de 20 policiais da Força Nacional para auxiliar nas buscas. Segundo o gestor goiano, até esta sexta-feira (18), eles não haviam chegado.

Para o governador, "qualquer coisa que aconteça, vindo do sujeito, é muito explicável. Ele é assassino. Tudo depende de como é que ele vai se comportar, se vai reagir, ter processo de ansiedade, enfrentar ou continuar. Ele tem a característica do habitat. Ele sabe onde está pisando".

Força-tarefa

A força-tarefa, que atualmente procura por Lázaro em Cocalzinho de Goiás (GO), reúne mais de 200 agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal. Os policiais usam helicópteros, cavalaria e cães farejadores. Um desses cachorros encontrou, na quinta-feira (17), um pano com sangue após uma troca de tiros entre policiais e Lázaro, indicando que o suspeito se feriu.

O secretário Rodney Miranda acredita que viu Lázaro em um vale durante as buscas, na sexta (18). "Tenho quase certeza de que eu cheguei a vê-lo a um quilômetro de distância, do outro lado de um vale. A movimentação dele foi de uma pessoa que estiva ferida nas pernas, mas não deu para ver o resto", contou.

 

Os crimes

Lázaro é acusado de matar, a tiros e facadas, três pessoas na zona rural de Ceilândia no último dia 9 de junho. Os mortos eram Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, e os filhos Gustavo Marques Vidas, de 21 anos, e Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15 anos.

O foragido também é apontado como responsável pelo sequestro da mulher de Cláudio, Cleonice Marques de Andrade. O corpo dela foi encontrado no dia 12 à beira de um córrego, próximo da casa onde a família morava. Na terça-feira (15), ele fez uma família refém em uma chácara e atirou em um policial, que foi atingido de raspão.

Lázaro também é investigado pela morte de um caseiro em Girassol, no dia 5 de junho, quatro dias antes do assassinato da família.

Nascido na cidade baiana de Barra do Mendes, a 530 quilômetros de Salvador, Lázaro já respondeu, na cidade natal, a um processo por homicídio quando tinha 20 anos. Em 2011, já em Ceilândia, ele foi condenado por estupro e roubo com emprego de arma. Ele chegou a ser preso em 2018, em Águas Lindas de Goiás, mas fugiu do encarceramento poucos meses depois.

Linha do tempo 

  • 2007

Preso em Barra Mendes, na Bahia, pelo crime de duplo homicídio, mas fugiu da prisão depois de 10 dias, sendo considerado foragido.

  • 2009

Preso no DF pelos crimes de roubo, estupro e porte de arma.

  • 2013

Laudo aponta características de personalidade como "agressividade, ausência de mecanismos de controle, dependência emocional, impulsividade".

  • 2014

Passa para o regime semiaberto e é beneficiado com trabalho externo.

  • 2016

Foge da unidade prisional do regime semiaberto.

  • Março de 2018

Lázaro é recapturado.

  • Julho de 2018

Foge do Presídio de Águas Lindas de Goiás (GO).

  • 2019

Justiça expediu novo mandado de prisão.

  • 2021

26 de abril: Lázaro teria invadido uma casa no Sol Nascente.

17 de maio: fez uma família refém na mesma região.

9 de junho: teria cometido um triplo homicídio em uma chácara, no Incra 9, em Ceilândia (DF).

10 de junho: rendeu o proprietário de uma fazenda, a filha dele e o caseiro.

12 de junho: polícia encontra corpo de vítima no Córrego da Cascalheira, localizado no meio da mata entre a BR-070 e a DF-180.

13 de junho: furtou um carro e o abandonou na BR-070, depois, ele continuou a fuga, pela mata.

14 de junho: polícias do DF e de Goiás fizeram um cerco em 34 propriedades rurais da região e continuaram as buscas.

15 de junho: fez mais uma família refém e baleou um policial.

16 de junho: polícia divulga possíveis disfarces de Lázaro.

17 de junho: trocou tiros com policiais.

18 de julho: foi visto por policiais.

 

 

Comentários

Últimas notícias