'Inconsistência, Acaso e Erro' promove experimentações na Galeria MauMau

A exposição acontece nesta quinta na MauMau galeria e conta com obras sonoras e visuais de multiartistas como Hassan Santos, João Lin, Greg Vieira e Diogo Andrade

Foto: Chico Ludermir/Divulgação
A exposição acontece nesta quinta na MauMau galeria e conta com obras sonoras e visuais de multiartistas como Hassan Santos, João Lin, Greg Vieira e Diogo Andrade - Foto: Chico Ludermir/Divulgação

Desde seu título, o projeto Inconsistência, Acaso e Erro busca evidenciar mais um processo do que propriamente um fim. O resultado não poderia ser diferente quando se reúnem multiartistas como Hassan Santos, João Lin, Greg Vieira e Diogo Andrade. Com trabalhos que experimentam limites e convenções nas mais diversas expressões artísticas, o coletivo ocupa nesta quinta-feira (05), a partir das 20h, a Galeria MauMau para a realização da sua terceira mostra em conjunto, combinando música, artes visuais e performance. A entrada é gratuita.

Como anuncia o título, o norte dos trabalhos em geral é o improviso e a intervenção do público. Por exemplo, na Jam Session – parte que envolve performance e música –, a relação entre palco e espectador será praticamente diluída. “O caráter interativo da performance é a base da experiência”, explica João Lin, um dos idealizadores da ação. “Provocamos e incluímos o público na construção da música em tempo real”, conclui.

Em outro salão da galeria, textos afiados da artista Irma Brown – uma das convidadas –, se misturarão ao som de guitarras, contrabaixo, flauta transversal e sintetizadores em um jogo de improvisos. Essa simbiose artística permite que os artistas investiguem e trafeguem por caminhos não hegemônicos e longe das convenções do fazer música e expor obras visuais em galerias e museus.

Essa ideia é reafirmada não só na concepção das obras em si, mas também na maneira como elas serão exibidas. As ilustrações e intervenções expostas, por exemplo, serão obras abertas – “performances gráfico-sonoras”, como chamam os artistas do projeto.
Uma delas, presente na exposição desde o início, consiste em interferir nas notas de dinheiro que os artistas recebem como pagamento pelas ilustrações, as ressignificando através da arte.

OUTROS HORIZONTES

A mostra também propõe uma ampliação da dimensão imagética de algumas obras expostas. Os desenhos de Greg Vieira, Hassan Santos e João Lin serão animados através das projeções do VJ Gabriel Furtado – com sensibilidade ao som, em movimento e constante modificação ao serem tocados.

Com início em 2017, o projeto teve sua primeira realização no Pátio Criativo, seguindo na sua segunda edição para o Iraque Clube. Os registros visuais e sonoros passados podem ser conferidos no site inconsistencia.hotglue.me, que reúne vídeos e composições em plataformas como o Soundcloud e o Vimeo.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias