COLUNA MOBILIDADE

Crise no transporte público faz governador Paulo Câmara trocar comando da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco

A lógica defendida pelo governo é de que a mudança é estratégica para avançar com projetos estruturais do Estado, mas não há como negar que a crise do transporte público do Grande Recife - área da Seduh que mais tem telhado de vidro - desgastou o secretário. Principalmente com a pandemia de covid-19

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 21/05/2021 às 13:23
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Marcelo Bruto sai para assumir as parcerias privadas do governo e entra o advogado Tomé Franca - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Marcelo Bruto não é mais o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano de Pernambuco. O governador Paulo Câmara empossou, nesta sexta-feira (21/5), em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, o novo secretário, o advogado Tomé Barros Monteiro da Franca. Marcelo Bruto assumirá a Secretaria Executiva de Parcerias e Estratégias da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). A lógica defendida pelo governo é de que a mudança é estratégica para avançar com projetos estruturais do Estado, mas não há como negar que a crise do transporte público do Grande Recife - área da Seduh que mais tem telhado de vidro - desgastou o secretário. Principalmente com a pandemia de covid-19.

O novo secretário chega com a missão de concluir ações importantes na área fundamental de desenvolvimento urbano, em interface com os municípios que têm muitas necessidades em infraestrutura, apoio, e soluções inteligentes para os problemas”, destacou Paulo Câmara. Tomé Franca ressaltou que está assumindo um grande desafio, levando em consideração, sobretudo, os grandes trabalhos já realizados anteriormente na pasta. “Marcamos uma reunião na tarde desta sexta-feira para que possamos ter conhecimento das ações que já estão em andamento na secretaria, e para poder dar continuidade aos projetos que vem sendo desenvolvidos ao longo desses anos”, observou.

SAÍDA DE BRUTO É LAMENTADA

O setor de transporte público do Grande Recife lamentou a saída de Marcelo Bruto. Técnico renomado, o secretário era querido por muitos e conseguiu criar diálogos com todos os segmentos. Também deu o start em projetos importantes como a transferência da gestão dos 26 terminais integrados e das 42 estações do Sistema BRT pernambucano para a iniciativa privada.

Mas a pandemia de covid-19 dificultou o avanço do já difícil setor de transporte. A queda de demanda que chegou a 80% e há meses se mantém em 40% foi ponto crucial. A difícil solução para reduzir a superlotação dos ônibus nos horários de pico e a ameaça dos rodoviários de fazer greve por vacinas de covid-19 também influenciaram. Problemas que levaram o sistema da RMR a acumular um déficit financeiro entre R$ 15 milhões e R$ 20 milhões por mês. Dinheiro, vale ressaltar, que está sendo bancado pelo governo de Pernambuco.

DIVULGAÇÃO
Tomé Franca substituirá Marcelo Bruto - DIVULGAÇÃO


PERFIL

Tomé Franca é formado em Direito, com mestrado em Gestão Pública pela UFPE. Há 18 anos atua no serviço público, com passagens pelos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Foi secretário-executivo de Turismo de Pernambuco, de 2007 a 2009, no primeiro governo de Eduardo Campos. Também foi assessor jurídico do Tribunal Regional do Trabalho, e antes de assumir a pasta exercia o cargo de secretário executivo de Saneamento da Prefeitura do Recife.

 

DIVULGAÇÃO
Tomé Franca substituirá Marcelo Bruto - FOTO:DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas notícias