COLUNA MOBILIDADE

Taxistas afirmam que demanda de passageiros cresceu 30% devido à crise dos aplicativos como Uber e 99

Aumento vem sendo observado desde os meses de junho e julho deste ano

Roberta Soares
Roberta Soares
Publicado em 08/10/2021 às 17:54
Notícia
Diego Nigro/JC Imagem
Aumento frequente dos combustíveis seria a razão para o crescimento porque os apps não estariam conseguindo prestar um bom serviço - FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Os dados, é importante dizer logo no início da reportagem, não são comprovados estatisticamente. Foram indicados a partir da percepção do aumento de demanda de passageiros repassada pelos motoristas de táxi que circulam, principalmente, no Recife. Assim, tem sido apontado que a procura pelo serviço de táxi cresceu 30% desde junho de 2021, quando a crise dos aplicativos de transporte individual privado de passageiros, como Uber e 99, aumentou devido aos reajustes dos combustíveis.

Segundo o gerente de operações da ServiTáxi, Cristian Lima, a partir dos meses de junho e julho de 2021 a empresa começou a perceber um incremento na demanda de clientes. “As chamadas tiveram um acréscimo de 30%, em média. Temos percebido esse aumento do movimento. Tanto pelo aplicativo, como nos pontos de táxi e nas abordagens nas ruas”, afirma.

Na opinião do empresário, não há dúvidas de que os passageiros estão fazendo esse movimento porque estão insatisfeitos com o serviço prestado pelos apps. “A razão é a reclamação do serviço prestado. Os clientes estão voltando para os táxis porque sabem que prestamos um atendimento de qualidade, temos motoristas preparados e preços competitivos porque oferecemos descontos”, reforça.

Foto: Reprodução Internet
A proposta dos taxistas, inclusive, é pegar carona no crescimento da demanda de passageiros e propor às prefeituras que não seja adotada a Bandeira 2 em dezembro de 2021 - Foto: Reprodução Internet

A impressão do empresário é reforçada pelo presidente do Sindicato dos Taxistas de Pernambuco, Flávio Fortunato. “Os motoristas de app estão sufocados com o aumento do combustível e não estão conseguindo prestar um bom serviço. Recusam corridas baratas e, assim, o sistema vai para a tarifa dinâmica, afastando o passageiro, que opta pelo táxi. É isso que está acontecendo”, analisa.

VANTAGENS

Os taxistas lembram que os serviços de táxi têm diversas vantagens sobre os apps. Entre elas, o fato de não haver reajuste da bandeira há cinco anos, oferecer 20% de desconto nas chamadas por apps e ter autorização para trafegar nas faixas exclusivas destinadas ao transporte público. “No táxi eu consigo, por exemplo, trafegar 20 minutos à frente de um Uber no trajeto entre o Aeroporto Internacional do Recife (Zona Sul) e o bairro de Casa Forte (Zona Norte) porque utilizo as Faixas Azuis. E conseguimos suportar melhor o aumento do combustível porque rodamos de ponto a ponto e temos praças para aguardar chamadas”, explicou Flávio Fortunato.

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagens
Os taxistas lembram que os serviços de táxi têm diversas vantagens sobre os apps. Entre elas, o fato de não haver reajuste da bandeira há cinco anos, oferecer 20% de desconto nas chamadas por apps e ter autorização para trafegar nas faixas exclusivas destinadas ao transporte público - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagens

SEM BANDEIRA 2 EM DEZEMBRO

A proposta dos taxistas, inclusive, é pegar carona no crescimento da demanda de passageiros e propor às prefeituras que não seja adotada a Bandeira 2 em dezembro de 2021, quando tradicionalmente os táxis cobram mais caro para garantir o 13º salário dos motoristas. “Vamos conversar com a categoria. Temos a volta dos jogos, shows e feiras para aumentar a procura. Por isso vamos levar essa proposta”, disse.

Comentários

Últimas notícias