Quarentena

Confira museus, cinemas e teatros do Recife que mantêm atividades online durante a quarentena

Equipamentos culturais do Recife reforçam atuação nas redes sociais para assegurar conteúdo ao público neste momento de combate ao coronavírus

João Rêgo
João Rêgo
Publicado em 26/03/2020 às 15:06
Notícia
Andréa Rêgo Barros/PCR
Teatro Santa Isabel vêm intensificando a interação nas redes sociais com seu público - FOTO: Andréa Rêgo Barros/PCR
Leitura:

Com o decreto assinado pelo governador Paulo Câmara (PSB), na terça-feira passada (17), eventos com público superior a 50 pessoas foram suspensos para ajudar no enfrentamento ao novo coronavírus (covid-19). No esteio, foram fechados também museus, academias e outros equipamentos culturais (o que inclui os cinemas da Fundaj e São Luiz).

Sem expedientes e com o atendimento ao público interrompidos, esses locais estão recorrendo às redes sociais para manter aquecida a cultura do estado. Uma alternativa de lazer e entretenimento em tempos de isolamento social. 

Em especial, os equipamentos mantidos pela prefeitura do Recife e seus gestores vêm criando programações particulares para esse período – testando novas estratégias remotas para assegurar o encontro entre o público e a arte.

Leia também: Prefeitura do Recife e Governo do Pernambuco lançam aplicativo para orientação sobre coronavírus à distância

Leia também: Netflix anuncia diminuição da qualidade de streaming em razão do coronavírus

O Paço do Frevo, por exemplo, está utilizando o seu instagram (@opacodofrevo) como um espaço de resistência cultural para transmitir uma espécie de palco alternativo para o frevo. O equipamento desenvolveu uma agenda virtual intensa e sistemática com atividades todos os dias da semana. 

Nas segundas, o conteúdo é dedicado ao público infantil, com a disponibilização de livros em PDF da Coleção Mestres e Mestras, além de atividades educativas. Toda terça-feira, serão divulgados depoimentos em vídeo de personalidades sobre o frevo e posts com minibiografias de personalidades do gênero, com artigos abertos do livro Frevo, Memória e Patrimônio.

A quinta-feira é destinada às reminiscências do frevo, com a divulgação de conteúdos do acervo do Centro de Documentação Maestro Guerra Peixe. Especificamente nesta semana, o instagram do equipamento realiza uma live, às 16h, com a publicitária e produtora cultura Taciana Enes e a coordenadora de Música do Paço do Frevo, Fernanda Pinheiro. Em pauta, as duas conversarão sobre os desafios impostos aos artistas na atual situação de isolamento.

De sexta até o final de semana, o Paço do Frevo promove o #OcupaçoDigital, convidando artistas de várias gerações do frevo a compartilhar conteúdos com divulgação no perfil do equipamento. Alguns nomes já confirmados são Maria Flor, Cesar Michiles, Junior Viegas, Spok e Flaira Ferro.

Mamam

Outro equipamento a seguir a tendência é o Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM). Em seu perfil no instagram (@mamamrecife), o museu está partilhando informações sobre obras e artistas que compõem o seu acervo permanente.

Também estão programadas para os próximos dias postagens com sugestões de livros e informações sobre obras de arte, com destaque para os artistas que integram a exposição Completely Knocked Down - Recife Bremen Connection.

Leia também: Confira editoras que disponibilizaram download gratuito de livros para ajudar nesta quarentena

Leia também: Coronavírus: Os filmes que não vão estrear nem tão cedo

A exposição, que estaria em cartaz no equipamento, promove a comunhão artística entre Alemanha e Recife, a partir das obras de Paulo Bruscky, Sílvio Hansen, Márcio Almeida, Christian Haake, Wolfgang Hainke, Tobias Heine, Maria do Carmo Nino, Francisco Valença Vaz e Rebekka Kronsteiner.

“Quanto mais dura a realidade, maior a necessidade de usarmos a arte para elaborar, transcender e mudar os rumos da história. Se os museus precisaram fechar as portas, então vamos abrir janelas para a produção e para o consumo da arte”, ressalta a gestora do MAMAM, Mabel Medeiros.

Tanto o Paço do Frevo quanto o MAMAM também disponibilizam seus acervos online através do Google Arts and Culture, galeria de arte online mantida pelo Google, que oferece tours a acervos de milhares de equipamentos de arte de vários países. Para acessar basta ir no link artsandculture.google.com.

Teatro Santa Isabel e Rádio Frei Caneca

O Teatro Santa Isabel também está investindo na interação digital. Na última segunda-feira, em seu perfil no instagram (@teatrosesantaisabel), o equipamento lançou o #santaisabelchallenge, pedindo que os seus  seguidores postem fotos de momentos memoráreis vividos no espaço.

Pelo rádio, a Frei Caneca FM, emissora pública de rádio mantida pela Prefeitura do Recife, vem investindo em uma programação diversificada em tempos de quarentena. Para a criançada, foi criada a faixa Quarenteninha, com a reprise dos três programas que já fizeram parte da grade da emissora, selecionados através de editais.

Leia também: Do Louvre a Inhotim: conheça museus que oferecem visitas virtuais gratuitas

A programação, que estreou na semana passada, combina contação de histórias com músicas, sendo transmitida de segunda a sexta, das 9h às 11h, reprisando os programas Rádio Matraquinha, Palavras No Ar e Cantando e Brincando nas Ondas do Rádio.

Cinema da Fundação e Cinemateca Pernambucana

O Cinema da Fundação vem junto da Cinemateca Pernambucana realizando uma série de postagens sobre a história do cinema do Recife. Através do instagram @cinemadafundacao e @cinematecapernambucana, além das outras redes sociais, os equipamentos da Fundação Joaquim Nabuco postam conteúdos informativos sobre cineastas, ciclos e filmes do cinema local.

Além dos posts, no site da Cinemateca Pernambucana (cinematecapernambucana.com.br), é possível assistir um bom número de clássicos do cinema do estado disponibilizados no acervo online do equipamento.

Comentários

Últimas notícias