LITERATURA

Pernambucana Cida Pedrosa é a grande vencedora do Prêmio Jabuti

Poeta nascida em Bodocó, Cida ganhou nas categorias Poesia e Livro do Ano com a obra Solo Para Vialejo, da Cepe Editora

Valentine Herold
Valentine Herold
Publicado em 26/11/2020 às 21:17
Notícia

JAN RIBEIRO/DIVULGAÇÃO
OLHAR Cida Pedrosa chama atenção para os autores alternativos. Roberto Azoubel acredita no potencial da aplicação da lei - FOTO: JAN RIBEIRO/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Para coroar uma noite emocionante de celebração à literatura nacional e à pluralidade de vozes literárias como a desta quinta (26), o prêmio de Livro do Ano da 62° edição do Jabuti não poderia ter sido outro. A pernambucana Cida Pedrosa, sertaneja de Bodocó, foi a grande vencedora este ano e a comemoração para o Estado foi dupla, pois sua obra Solo Para Vialejo não apenas também levou a categoria Poesia, como foi editada pela Companhia Editora de Pernambuco, Cepe.

A premiação ocorreu de forma remota e virtual devido às restrições da pandemia que marcou 2020 e redefiniu, como tanto, a forma de nos relacionarmos com a leitura. As dificuldades pelas quais passaram livreiros, autores, editoras e todos os trabalhadores da cadeia do livro foram lembradas por Maju Coutinho, apresentadora, e por Vítor Tavares, presidente da Câmara Brasileira do Livro.

As demandas de uma sociedade historicamente invisibilizada, que ecoam cada vez mais alto, também se refletiram no Jabuti deste ano através da diversidade dos jurados e dos livros finalistas e vencedores. Foi também maior o número de editoras fora do eixo Rio-São Paulo, como a Cepe e editoras independetes.

"Esse é um livro sobre nossas negritudes várias, indigenices várias, branquitude várias. É uma livro em busca da música, de mim e de minhas origens sertanejas. É um livro da volta, da migração ao contrário do mar para o sertão, de onde vim", disse Cida, por chamada de vídeo no momento final da cerimônia. Emocionada e grata, a poeta ainda ressaltou a importância de reverenciar a ancestralidade e agradeceu ao seu editor Wellington de Melo e ao colega escritor Sidney Rocha.

Concorrendo com os veteranos Chico Buarque (Essa Gente), Maria Valéria Rezende (Carta à Rainha Louca), Paulo Scott (Marom e Amarelo) e Adriana Lisboa (Todos os Santos), o baiano Itamar Vieira Junior venceu na categoria Romance Literário com o aclamado Torto Arado, também finalista do Oceanos (junto a Maria Valéria, inclusive). A novidade deste ano foi a categoria Romance de Entretenimento cujo ganhador foi o jovem escritor carioca Raphael Montes, pelo thriller psicológico Uma Mulher no Escuro.

Além de Cida Pedrosa, outros autores pernambucanos estavam concorrendo. Bell Puã também em Poesia com o livro Lutar é Crime (Letramento); o fotógrafo Fred Jordão com Recife - Fotografias: 1986-2018 (Cepe), em Artes; e na categoria Histórias em Quadrinhos estava O Obscuro Fichário dos Artistas Mundanos (1934-1958), que marcou no ano passado a estreia do selo HQ da Cepe, roteirizado por Clarice Hoffmann e Abel Alencar, e ilustrado por Maurício Castro, Greg, Paulo do Amparo e Clara Moreira.

Confira a lista completa dos vencedores do 62° Prêmio Jabuti:

Literatura

Conto: Urubus (Confraria do Vento), Carla Bessa
Crônica: Uma furtiva lágrima (Record), Nélida Piñon
Histórias em Quadrinhos: Silvestre (Darkside Books),Wagner Willian
Infantil: Da minha janela (Companhia das Letrinhas), Otávio Júnior
Juvenil: Palmares de Zumbi (Nemo), Leonardo Chalub
Poesia: Solo para vialejo (Cepe), Cida Pedrosa
Romance de Entretenimento: Uma mulher no escuro (Companhia das Letras), Raphael Montes
Romance Literário: Torto arado (Todavia), Itamar Vieira Junior

Ensaios

Artes: AI-5 50 ANOS - Ainda não terminou de acabar (Instituto Tomie Ohtake), de Gabriel Zacarias, Galciani Neves, Izabela Pucu, Alexandre Pedro de Medeiros, Caroline Schroeder, Carolina de Angelis, Luise Malmaceda, Theo Monteiro, Pedro Borges, Paulo Cesar Gomes, Paulo Miyada e Priscyla Gome
Biografia, Documentário e Reportagem: Escravidão: do primeiro leilão de cativos em Portugal até a morte de Zumbi dos Palmares (Globo Livros), Laurentino Gomes
Ciências: Futuro presente: o mundo movido à tecnologia (Companhia Editora Nacional), Guy Perelmuter
Ciências Humanas: Pequeno manual antirracista (Companhia das Letras), Djamila Ribeiro
Ciências Sociais: 130 anos: Em busca da República (Intrínseca), Edmar Bacha, José Murilo de Carvalho, Joaquim Falcão, Marcelo Trindade, Simon Schwartzman e Pedro Malan
Economia Criativa: Ecochefs: parceiros do agricultor (Senac Rio), Instituto Maniva

Livro

Capa: Penitentes - Dos ritos de sangue à fascinação do fim do mundo (Tempo d'Imagem), Luisa Malzoni, Isabel Santana Terron e Beatriz Matuck
Ilustração: Cadê o livro que estava aqui? (FTD Educação), Jana Glatt Rozenbaum
Projeto Gráfico: Arquiteturas contemporâneas no Paraguai (Romano Guerra Editora e Escola da Cidade), Maria Cau Levy, Christian Salmeron, Ana David e André Stefanini
Tradução: Bertolt Brecht: Poesia (Pespectiva), André Vallias

Inovação

Fomento à Leitura: FLUP - Festa Literária das Periferias, Julio Ludemir
Livro Brasileiro Publicado no Exterior: Lorde (Grupo Editorial Record, Two Lines Press )

 

DIVULGAÇÃO
POESIA Cida Pedrosa concorre com Solo para Vialejo, lançado pela Cepe - FOTO:DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas notícias