Entrevista

DJ Ivis "vivia na linha tênue de explodir", revela a ex-mulher Pamella Holanda, agredida por ele

Segundo Pamella, ela só não denunciou Ivis antes por medo e porque pensava que ele iria "melhorar"

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 12/07/2021 às 22:58
Notícia
REPRODUÇÃO DE VÍDEO
"O caso do DJ Ivis não é isolado. Só que aqui, chegando ao seu limite de exaustão, a vítima resolveu tornar público o seu calvário" - FOTO: REPRODUÇÃO DE VÍDEO
Leitura:

A ex-esposa do músico DJ Ivis, Pamella Holanda, de 27 anos, relatou em entrevista ao jornalista Léo Dias, do portal Metrópoles, que ele "vivia na linha tênue de explodir". A influencer e estudante de Arquitetura e Urbanismo falou ainda que foi agredida por diversas vezes. Segundo Pamella, ela só não denunciou Ivis antes por medo e porque pensava que ele iria "melhorar".

"Dava uma sensação de falsa paz. A gente passava alguns dias, uma semana bem. Eu lutava para manter minha família em pé e sempre fui submissa desde que comecei a morar com ele", conta. Perguntada sobre as agressões ela respondeu: "Não sei quantas vezes. Muitas. Não era só fisicamente, era psicologicamente. Era um terror muito psicológico muito grande", completou a cearense. 

Os episódios de violência vieram à tona neste domingo (11), quando a influencer publicou no Instagram uma sequência de vídeos onde o produtor musical aparece batendo nela. As agressões aconteciam na frente da filha de nove meses do casal e também na presença da mãe de Pamella.

Primeira agressão

Pamella Holanda revelou que a primeira que apanhou do marido foi quando ainda estava grávida. A influenciadora e o músico são pais de uma menina de apenas nove meses.

Pamella disse ainda que DJ Ivis é "extremamente explosivo e agressivo. É um cara que não tem paciência com nada e explode com tudo. Ele não é nada do que mostra e aparenta nos stories dele, todo alegre. Ele é assim com todo mundo, e todos sabem."

A influencer revela que as agressões começaram por causa de flagras de traições. Segundo Pamella, após voltar de uma viagem, DJ Ivis a espancou depois de ser confrontado sobre uma das supostas traições.

"Eu sempre pegava ele em conversa com outras mulheres, até dentro do banheiro em chamada de vídeo", conta. "Um dia deitei com ele na cama e resolvi mostrar o print da traição que rolava em grupos do WhatsApp. Foi na hora que ele quebrou meu telefone, jogou na porta e veio pra cima de mim", recorda.

Ela ainda dá outros detalhes: "Tentou me estrangular no banheiro e na cama. E o tempo todo dizendo que iria fazer uma besteira, que iria me matar. Me deu uma cotovelada no olho, me encheu de socos nas costas. Fiquei cheia de hematomas. Ele quebrou meu telefone, me espancou, a mãe e a babá ouviram. A mãe dele chegou a dizer que não tinha nada em meu olho e que eu ficasse calada, porque eu tinha tudo."

 

Comentários

Últimas notícias