PLANO DE REABERTURA

Shoppings do Grande Recife serão reabertos ao público a partir da próxima segunda-feira (22)

Centro de compras serão reabertos de forma controlada, em horário reduzido, das 12h às 20h, seguindo os protocolos de segurança

JC
JC
Publicado em 17/06/2020 às 17:26
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
RioMar Recife, no bairro do Pina, Zona Sul do Recife, já está preparado para receber os clientes - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Na tarde desta quarta-feira (17), o governo de Pernambuco divulgou que shoppings centers do Estado poderão abrir, de forma controlada ao público, a partir do próximo dia 22 de junho em horário reduzido, das 12h às 20h. No entanto, segundo a determinação, a medida é válida para 100 municípios pernambucanos. As 85 cidades que não estão incluídas na reabertura dos shoppings são do Agreste e das Zonas da Mata Norte e Sul, nas regiões de Caruaru, Garanhuns, Palmares e Goiana e também não puderam reabrir o varejo, salões de beleza e treinos. Elas apresentaram aumento na demanda por leitos de terapia intensiva e continuarão sob monitoramento. 

>> RioMar Recife inicia drive-thru, e clientes aprovam esquema para entrega de produtos

>> Lojistas temem quebradeira se os shopping centers continuarem fechados por mais tempo em Pernambuco

>> Ir ao shopping ganha novo significado com reabertura econômica em Pernambuco

De acordo com o que foi divulgado, o acesso às áreas comuns deverá ser controlado pela administração. Além do horário restrito de funcionamento, só poderá haver um cliente para cada dez metros quadrados de área de circulação. As praças de alimentação só poderão funcionar para delivery e coleta. Dentro das lojas, assim como determinado anteriormente para o varejo de rua, a regra é 20 metros quadrados por cliente. Por exemplo: num estabelecimento de 200 m², deverá haver no máximo dez consumidores ao mesmo tempo no interior da loja. A equipe não entra no cálculo.

As lojas com área acima de 200 m² também voltarão a operar, além da construção civil com 100% do efetivo, tanto na Região Metropolitana do Recife (RMR) quanto nas cidades do Interior.

>> Governo de Pernambuco divulga data de liberação de templos religiosos; praias e parques ainda sem previsão

>> Comércio volta no Grande Recife com fiscalização falha e problemas no cumprimento do isolamento social

>> Salões no Recife tem "novo normal" com aferição de temperatura e agenda cheia

RioMar preparado

O RioMar Recife já está pronto para receber clientes. O mall implementou várias medidas de segurança com mais de 30 novas ações, levando em consideração as particularidades das mais de 380 lojas do centro de compras. Outro que também apresentou as iniciativas à imprensa nesta terça-feira (16) foi o Patteo Olinda.

O infectologista Filipe Prohaska, integrante do comitê que decidiu quais ações de higiene e segurança deveriam ser tomadas na reabertura dos centros comerciais, explicou que cada loja tem cuidados específicos, a depender do tipo de produto que é vendido e da sua estrutura física. "Cada local tem que se adaptar a essa nova realidade, tem uma série de cuidados necessários que vão do fluxo de pessoas até da manipulação de produtos". Estabelecimentos que vendem roupas e livros, por exemplo, vão ter protocolos mais rígidos de segurança, quando comparados com outros. "As pessoas vestem e tocam nas roupas. Então vai ter que ter cuidado depois que houver a prova do produto que não foi comprado. Outro exemplo são as livrarias, porque não pode jogar álcool em páginas de papel", afirmou.

Com protocolo rígido por se tratar de um ambiente comercial com mais de 200m², os shoppings instituem uma limpeza ainda mais proativa do que a que é feita atualmente. No RioMar Recife, há dois meses é feita uma atomização duas vezes ao dia com um produto bactericida. Na volta dos clientes, será mantida a rotina de uma aplicação à noite, ao final do expediente, e pela manhã, antes da abertura. O mall está preparado para colocar em prática novas protocolos, que vão desde a limpeza dos cartões de estacionamento até a distribuição de totens de álcool pelos ambientes. "Estamos tomando todos os cuidados para que a gente garanta a segurança tanto dos clientes, como dos lojistas e funcionários. [Os cuidados] começam desde a cancela, você não precisa mais apertar no botão, [agora] você consegue pegar o cartão por aproximação, que é higienizado antes de voltar para novo uso. Temos tapetes higienizadores na entrada do shopping, onde você limpa os sapatos, e totens de álcool em gel espalhados em todos os acessos de escada rolante e elevadores", afirmou o superintendente do RioMar, Henrique Medeiros.

Prohaska informou, também, que haverá alteração fluxo de pessoas nos ambientes comuns do RioMar. "Nesse novo normal, há uma necessidade de uma série de alterações do fluxo, de entrada de saída, dos elevadores, das escadas rolantes e, principalmente, nas áreas chamadas de críticas, como as ligadas às crianças, os setores onde há animação infantil e as praças de alimentação. Nas áreas de convivência coletiva, há a necessidade de manter a distância de 1,5m a 2m de uma pessoa para a outra e obedecer os fluxos", alertou o especialista.

Serão transmitidas, a todo momento, campanhas educativas pelos corredores do RioMar, por meio da rádio e TV mall. Ademais, o superintendente do shopping conta com a consciência dos clientes acerca da transmissão da covid-19. "[Serão veiculadas] campanhas educativas dentro do mall, porque não adianta só o shopping e os lojistas fazerem seu trabalho, a população precisa ter consciência de que precisa fazer as coisas diferente. Esse novo normal precisa ser adotado por todos nós". E alertou: "Vai passar a ser uma questão de sobrevivência de todos nós. A gente precisa não só nos proteger, como proteger as outras pessoas. Se tiver com algum sintoma, seja febre ou gripe, não adianta sair de casa".

Drive-thru já em funcionamento

Shoppings do Estado passaram a comercializar os produtos, desde o dia 8 de junho, através do sistema de coleta, o chamado Drive-Thru, onde o cliente compra por um meio digital, seja WhatsApp ou site, marca um horário e retira o item no estacionamento do shopping.

No RioMar Recife, onde vendas online já ocorrem através de entregas (delivery), o cliente passa a ter também a opção de retirar a compra no local. Os pontos vão funcionar das 12h às 18h seguindo todo o protocolo do Governo do Estado.

As lojas que hoje estão na base de vendas do RioMar Online automaticamente passam a ter a opção de retirada, além da entrega.

Entre as medidas de segurança, o shopping já implantou um novo sistema de liberação da cancela, com sensor de aproximação liberando o cartão sem a necessidade de toque. Todos os cartões são higienizados a cada uso. Para chegar até o drive, o cliente vai seguir as faixas de indicação que estarão sinalizadas até o local de entrega do produto, no estacionamento coberto.

Além das vendas pelo site, também serão realizadas compras diretamente com os lojistas, nos canais oferecidos por eles com entrega no drive. Nesse caso, todo o processo de comercialização é feito entre a loja e o cliente e a entrega executada pelo vendedor da loja. Sendo pelo RioMar Online, o cliente terá a opção de retirada.

“Na prática, na hora da compra, o cliente vai escolher se quer receber em casa ou quer retirar com hora marcada no shopping. Teremos um espaço no estacionamento voltado para essas entregas. O comprador sequer vai sair do carro”, comenta o superintendente do shopping, Henrique Medeiros.

Vários segmentos estão na plataforma, entre eles eletroeletrônicos, tecnologia, vestuário, acessórios, beleza, perfumaria, itens de decoração e artigos para pets, além de amplo espaço de gastronomia. Com a aproximação de uma das melhores datas para o varejo, o Dia dos Namorados, uma sessão especial com dicas de presentes foi criada no site (compras.vivariomarrecife.com.br).

Patteo Olinda

O Patteo Olinda também está preparado para receber a população. O controle dos clientes se dará por meio de câmeras de segurança instaladas em todas as entradas do centro de compras e também por meio das cancelas do estacionamento. Segundo explicou a gerente de marketing do Patteo, Jéssica Ross, as câmeras informam em tempo real a quantidade de pessoas dentro do shopping.

"Nós vamos conseguir controlar essa redução de fluxo através de câmeras que existem em todas as entradas do shopping e também pelas cancelas de estacionamento. Então, como nós temos a capacidade reduzida de vagas, a gente controla pelas cancelas e a capacidade reduzida de público a gente controla pelas câmeras, elas transmitem online quantas pessoas têm dentro do shopping no momento", disse.

De acordo com a gerente de marketing, o sucesso de reabertura de qualquer lugar nesse momento de pandemia do novo coronavírus vai depender "da educação das pessoas" e, por isso, é necessário que todos cumpram com as determinações de uso de máscara e o distanciamento social. "É muito importante nesse momento que todos tenhamos consciência. Nossos colaboradores, nossos lojistas e também os nossos clientes. O sucesso de reabertura de qualquer lugar nesse momento vai depender da educação das pessoas", comentou. "Tem que sair de casa só de máscara, quando entrar higienizar as mãos e evitar contato com as áreas comuns do shopping", completou.

Em relação a praça de alimentação, Jéssica informou que as mesas foram reduzidas em 50% e também há um maior espaçamento entre elas. "A gente já reduziu a capacidade de assentos da praça. Então, como é um shopping muito novo, a gente já tinha uma praça bem confortável, com mesas espaçadas. Espaçamos ainda mais, retiramos cadeiras, e estamos com 50% da capacidade com as mesas sinalizadas de proibição, caso a gente possa voltar com a praça de alimentação", finalizou.

Paulista North Way

O Paulista North Way Shopping está se preparando para a retomada das operações seguindo os protocolos de segurança lançados pelo poder público e Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

Entre as ações realizadas para a retomada, estão a instalação de sistema para retirar o ticket do estacionamento por aproximação, reforço no quantitativo de álcool em gel e na equipe de limpeza, sinalização nos elevadores e escadas rolantes de permissão de uma pessoa por vez, redução das mesas da praça de alimentação, sinalização de distanciamento, máscara para os funcionários, álcool líquido, termômetros, tapetes sanitizantes, borrifadores e pulverizadores.

Plano de reabertura gradual 

O Plano de Convivência das Atividades Econômicas foi divulgado pelo governo de Pernambuco no dia 1° de junho de 2020, 82 dias após a confirmação dos dois primeiros casos da covid-19. Até o momento, tiveram autorização para funcionar: 

  • Desde o início da pandemia, o governo classificou várias atividades como essenciais, como por exemplo, supermercados, padarias e postos de gasolina. Estes serviços não deixaram de funcionar, mas adotaram uma série de medidas, como o uso obrigatório de máscaras para cliente e funcionários e restrição de 50% da capacidade. Confira aqui todas as atividades essenciais.
  • Já no dia 1° de junho, data considerada a primeira etapa do plano gradual, puderam reabrir as portas as lojas de materiais de construção e delivery de comércio não essencial, seguindo novos protocolos de atendimento. Além disso, puderam retomar as atividades, exclusivamente por delivery, as unidades de varejo de bairro e do Centro, assim como shoppings centers e o comércio atacadista.
  • Na última segunda-feira (8) houve a segunda etapa do cronograma. Além da reabertura do comércio atacadista, a construção civil pôde retornar às atividades com 50% do seu efetivo e em horário livre. Inicialmente, havia sido determinado o horário de funcionamento das 9h às 18h para este setor. Os shoppings centers também voltaram a receber clientes, mas através de drive thru nos estacionamentos. O cronograma para os shoppings foi adiantado em uma semana.
  • Dois dias depois, na quarta-feira (10), clínicas e consultórios médicos, odontológicos e veterinários, óticas, clínicas de fisioterapia e de psicologia foram autorizados a abrirem as portas, mas seguindo protocolos gerais e específicos;
  • Lojas de varejo com até 200 m²;
  • Serviços de venda, locação e vistoria de veículos com 50% dos funcionários;
  • Salões de beleza e serviços de estética. Para esses estabelecimentos, o governo determina o atendimento de apenas um cliente por vez, por agendamento, sem fila de espera e com higienização de um cliente e outro, além de obedecer ao distanciamento de, pelo menos, 1,5 metro entre clientes;
  • Treinos de futebol profissional.
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
A carta foi assinada por Paulo Câmara e outros oito governadores - FOTO:FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias