Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

declarações

Movimentação baixa nas eleições do Náutico não preocupa candidatos; veja o que eles disseram

Diógenes Braga, Bruno Becker e Plinio Albuquerque discutam as eleições para presidente do Náutico no biênio 2022-23

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 05/12/2021 às 12:50
Notícia
João Victor Amorim/Rádio Jornal
Diógenes Braga, Bruno Becker e Plinio Albuquerque na sede do Náutico durante as eleições de 2021. - FOTO: João Victor Amorim/Rádio Jornal
Leitura:

Os três candidatos nas eleições do Náutico para o biênio 2022-23 comentaram, a movimentação na sede do clube nos Aflitos e elogiaram a forma pacífica em que o processo eleitoral acontece neste domingo (05). Em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, eles mostraram reações parecidas ao acreditarem que durante a tarde o número de sócios será maior e se mostraram confiantes com o resultado final. As urnas ficam abertas até às 17h e o sócio precisa levar um documento oficial com foto para registrar o voto na cédula, pois a Justiça Eleitoral impede urnas eletrônicas em eleições de clube.

> Veja propostas dos candidatos à presidência do Náutico para o futebol

No "bate-chapa" do Náutico, estão concorrendo três candidatos: Diógenes Braga, pela situação, além de Bruno Becker e Plínio Albuquerque, pela oposição. Pela primeira vez, em seis anos, tem uma disputa nas eleições.  Ao todo, 3.765 sócios estão aptos a votar. Confira abaixo, na íntegra, o que comentou cada candidato à presidente do Náutico.

Diógenes Braga

''É muito relativo. Tem pessoa que passam pelo clube para votar e outras que vão passear ou fazer algum compromisso e vem no final da tarde. O mais importante é a eleição no clima pacífico. Estava preocupado com este aspecto, mas as pessoas estão se comportando de forma exemplar. É uma eleição muito organizada, e é importante o associado votar para mostrar a força do clube (Náutico) em um pleito eleitoral''.

Bruno Becker

''Esperava mais gente. Acho que o baixo número de votantes é uma forma de protesto pelos acontecimentos no último mês do clube (acusações de assédio sexual e moral contra Errison Melo). O importante é que está um clima tranquilo e agora é esperar o resultado das urnas. Nosso sócio é um pessoal mais novo e vem um pouco mais tarde. O que eu venho dizendo é que no bate-chapa o importante é a pluralidade e debatendo sobre o clube, algo que não teve nas últimas eleições''.

Plinio Albuquerque

''Feliz demais. A democracia está sendo exercida. Estou tranquilo, firme e confiante. Mais torcedores vão chegar para votar. Estou vendo que vamos dar uma reviravolta e no final do dia vamos ganhar. O perfil do nosso associado vem a tarde. Estou próximo do candidato da situação (Diógenes Braga) e no final do dia vamos comemorar. O torcedor e sócio (do Náutico) merece respeito''.

Boca de urna

O repórter da Rádio Jornal, João Victor Amorim, também realizou uma pesquisa de boca de urna na sede do Náutico. Entre os candidatos, a situação está levando vantagem nestes primeiros 301 sócios entrevistados pela reportagem. Vale lembrar que a boca de urna não é um resultado oficial e cada torcedor não é obrigado a dizer em quem votou. Clique aqui e confira os números.

Comentários

Últimas notícias