retomada

Tudo que você precisa saber sobre a flexibilização das medidas restritivas em Pernambuco

Após Pernambuco passar 14 dias sob quarentena rígida, as restrições adotadas no período começam a ser flexibilizadas a partir desta quinta(1º)

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 01/04/2021 às 7:33
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Novo plano de convivência, válido até o dia 25 de abril, foi publicado nesta quinta no Diário Oficial do Estado e contém um esquema com as regras para cada atividade - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Após Pernambuco passar 14 dias sob quarentena rígida para tentar conter o avanço da covid-19, as restrições adotadas no período começam a ser flexibilizadas a partir desta quinta-feira (1º), com a implementação do novo Plano de Convivência, permitindo o retorno das atividades sociais e econômicas. O documento, que é válido até o dia 25 de abril, foi publicado nesta quinta no Diário Oficial do Estado e contém um esquema com as regras para cada setor (confira abaixo).

Entre as principais restrições estão a redução do horário de funcionamento dos estabelecimentos e a limitação de públicos nesses espaços. Além disso, será feito um escalonamento de horário das atividades, baseado na importância socioeconômica de cada delas, bem como na avaliação de risco de aglomeração e  contaminação que tais lugares podem oferecer.

O escalonamento leva em consideração ainda a particularidade de cada região do Estado. Assim, os setores de comércio e serviço funcionarão nos dias úteis, das 10h às 20h, e nos finais de semana e feriados das 9h às 17h, na Região Metropolitana do Recife (RMR). No interior de Pernambuco, as regras são diferentes. Segundo o novo Plano de Convivência com a covid-19, as cidades fora da RMR poderão iniciar suas atividades de segunda a sexta-feira às 5h terminando às 20h, com limite máximo de 10h de atividade. No final de semana e feriados começando às 6h terminando às 17h, com um limite máximo de 8h de funcionamento.

Entenda como será o funcionamento das atividades 

Lanchonetes, restaurantes e bares de todo Estado, por sua vez, poderão abrir as portas das 5h às 20h durante a semana e das 9h às 17h nos finais de semana. A capacidade de clientes em atendimento no estabelecimento é de 50% do total, enquanto delivery, drive thru e pontos de coleta podem funcionar mesmo após as 20h durante a semana e após as 17h nos finais de semana.

As igrejas, que não puderam funcionar com cultos presenciais durante os últimos 14 dias, estão autorizadas a receber os fiéis das 5h às 20h durante a semana e das 5h às 17h nos fins de semana e feriados.

Academias e similares também poderão reabrir das 5h às 20h durante a semana e das 5h às 17h nos fins de semana e feriados, com 30% da capacidade total. Já os que quiserem praticar atividades físicas individuais nas praias poderão retomar o hábito a partir da segunda-feira (5).

Escolas privadas de Pernambuco iniciam a retomada das aulas em 5 de abril. Já a rede estadual começam a voltar no dia 19 de abril; as da rede municipal, a partir de 26 de abril.

Entre as atividades que retornarão a partir de 1º de abril em Pernambuco estará a liberação das praias para atividades físicas individuais e banho de mar. No entanto, o retorno será gradual e neste primeiro momento não será permitido o uso de guarda-sol, barraca ou a comercialização de bebidas e comidas no local. Calçadões, parques, praças e ciclofaixas voltam a ficar abertos ao público.

Confira outras flexiblizações:

  • Atividades econômicas funcionarão das 10h às 20h nos dias de semana, e das 9h às 17h nos sábados, domingos e feriados, exceto no interior do Estado, onde algumas poderão funcionar das 5h às 20h, respeitando o limite máximo de dez horas contínuas de atividades; 
  • Atividades físicas individuais nas praias retomarão no dia 5 de abril;
  • Aulas na rede privada retornam também no dia 5 de abril Já a rede estadual começam a voltar no dia 19 de abril;
  • Celebrações religiosas autorizadas das 5h às 20h durante a semana e das 5h às 17h nos fins de semana e feriados;
  • Academias e similares poderão reabrir das 5h às 20h durante a semana e das 5h às 17h nos fins de semana e feriados, com 30% da capacidade;
  • Serviços de alimentação, lanchonetes, bares e restaurantes autorizados das 5h às 20h durante a semana e 9h às 17h nos fins de semana e feriados, com capacidade de 50%. Delivery, drive thru e pontos de coleta permitidos após as 20h durante a semana e 17h nos finais de semana;
  • Comércio varejista no centro e bairros poderão reabrir das 10h às 20h durante a semana e 9h às 17h nos finais de semana, exceto no interior do Estado, onde poderão funcionar das 5h às 20h, respeitando o limite máximo de dez horas contínuas de atividades; Os estabelecimentos devem cumprir a determinação de um cliente a cada cinco metros quadrados no interior das lojas;
  • Escritórios comerciais e prestação de serviços poderão funcionar das 10h às 20h durante a semana e das 9h às 17h nos fins de semana e feriados, com capacidade máxima de 50% e distanciamento de 1,5 metro entre as estações de trabalho, exceto no interior do Estado, onde poderão funcionar das 5h às 20h, respeitando o limite máximo de dez horas contínuas de atividades;
  • Shoppings centers e galerias comerciais seguem o horário da semana e finais de semana já determinados para o período, e devem respeitar a capacidade de um cliente a cada dez metros em circulação, e um cliente a cada cinco metros quadrados no interior das lojas. Exceto no interior do Estado, onde poderão funcionar das 5h às 20h, respeitando o limite máximo de dez horas contínuas de atividades.

Confira a íntegra do novo Plano de Convivência

 

Atividades proibidas

Sem previsão de retorno no novo plano, seguem proibidas as seguintes atividades:

  • Clubes sociais, esportivos e agremiações;
  • Salas de cinema e teatro;
  • Centros de artesanato, museus e demais equipamentos culturais;
  • Parques de diversão, temáticos e similares;
  • Competições e práticas esportivas coletivas, profissionais ou voltadas ao lazer, com exceção dos jogos de futebol profissional, sem público, cumprido o protocolo específico;
  • Shows, festas, eventos sociais e corporativos de qualquer tipo, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes fechados ou abertos.

Comentários

Últimas notícias