COLUNA MOBILIDADE

Confira as rotas alternativas para evitar trechos em obras na BR-232

Interdições para alargamento da BR-232 começam nesta quinta no Recife

Cássio Oliveira Roberta Soares
Cadastrado por
Cássio Oliveira
Roberta Soares
Publicado em 09/03/2022 às 9:05 | Atualizado em 11/03/2022 às 14:36
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - FOTO: Alexandre Aroeira/JcImagem
Leitura:

As obras de alargamento da BR-232 começam nesta quinta-feira (10), começando na saída do Recife, no Curado, Zona Oeste da capital, em direção ao interior do Estado.

O Governo do Estado promete que o tráfego não será interrompido durante os trabalhos e, para isso, fará desvios pelas vias locais da rodovia, existentes em trechos do corredor.

Os trabalhos começarão por um trecho de 500 metros da pista principal. A via será interditada nos dois sentidos, a partir das imediações do Jardim Botânico (sentido Recife-interior) e do Atacado dos Presentes (sentido interior-Recife), na altura do acesso ao bairro do Totó.

Para escapar de possíveis engarrafamentos e transtornos nessas vias, os condutores podem trafegar por rotas alternativas na Região Metropolitana do Recife (RMR).

Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
Alexandre Aroeira/JcImagem
INTERDIÇÃO Durante trabalhos, trânsito terá desvios nos dois sentidos - Alexandre Aroeira/JcImagem
ALEXANDRE AROEIRA/JC IMAGEM
TRANSTORNO Motoristas devem enfrentar pontos de engarrafamento - ALEXANDRE AROEIRA/JC IMAGEM
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
Alexandre Aroeira/JcImagem
Preparativos para interdição da BR-232 devido as obras de ampliação. - Alexandre Aroeira/JcImagem
DIVULGAÇÃO/SEINFRA
Início das obras de alargamento da BR-232, na saída do Recife para o interior - DIVULGAÇÃO/SEINFRA
DIVULGAÇÃO/SEINFRA
A obra custará R$ R$ 99,8 milhões e tem prazo de execução estimado em um ano - DIVULGAÇÃO/SEINFRA

Uma alternativa para escapar da Avenida Abdias de Carvalho e cortar parte da BR-232, é seguir por Jaboatão Velho e sair na rodovia pela cidade de Moreno, no Grande Recife. Ao sair de Jaboatão Velho pela Avenida Barão de Lucena, o motorista segue pela PE-007. Seguindo a rodovia, o motorista sai na BR-232, no quilômetro 27, na entrada da cidade. Com o trajeto, o motorista corta cerca de 20 quilômetros da BR-232.

É possível cortar a Avenida Abdias de carvalho e parte da BR-232, no trecho do Recife, através da BR-408, rodovia que dá acesso ao Terminal Integrado de Passageiros (TIP), na Várzea, e à Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, na RMR. Para chegar à BR-408, o motorista deve sair por Camaragibe, através da Avenida Dr. Belmino Correia, e seguir pela Radial Arena de Pernambuco, nas mediações do Terminal Integrado. Com isso, são cortados 6 quilômetros da BR-232. Seguindo por esse caminho, o motorista vai sair na BR-408 e seguindo em frente, sai na BR-232, em Jaboatão dos Guararapes.

Caso o fluxo esteja intenso neste trecho, o condutor ainda pode seguir direto de Camaragibe para São Lourenço pela Avenida Dr. Belmino Correia, fazer o retorno pelo viaduto, sentido Muribara, e seguir pela Estrada do TIP, saindo, também, na BR-232.

Outra opção é para quem vem pela Av. Engenheiro Abdias de Carvalho. O condutor pode fazer o retorno sentido Rod. Governador Mário Covas e seguir pela BR-101 até a Av. Doutor José Rufino, Rua Falcão de Lacerda, Avenida Manoel Rabelo até a Rua Estrada da Luz, saindo na BR-232.

Obras

A obra custará R$ 99,8 milhões e tem prazo de execução estimado em um ano. O alargamento será realizado entre o Km 4,70 (entroncamento com a BR-101), no fim da Avenida Abdias de Carvalho, no início do bairro do Curado, na Zona Oeste do Recife; e o KM 11,50, (entroncamento com a BR-408), na mesma região da capital.

DIVULGAÇÃO/SEINFRA
A obra custará R$ R$ 99,8 milhões e tem prazo de execução estimado em um ano - DIVULGAÇÃO/SEINFRA


Assim, todo o tráfego será deslocado para as vias marginais da BR-232. O fechamento do trecho permitirá destruir as placas de concreto que hoje compõem o pavimento da rodovia e demolir as barreiras de concreto tipo New Jersey. O pavimento do alargamento da BR-232 será em asfalto CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), revestimento asfáltico bastante utilizado para pavimento rodoviário.

Placas de sinalização indicando o início das obras e alertando para os futuros desvios já podem ser encontradas nos trechos. O alargamento da BR-232 será dividido em etapas e executado gradualmente para tentar garantir a trafegabilidade da área, principal saída de toda a Região Metropolitana do Recife para o interior e acesso a bairros extremamente adensados.

VEJA IMAGENS DO PROJETO

Divulgação/Seinfra
PROPOSTA Governo apresentou imagens de como a BR deve ficar após alargamento, que deve durar 12 meses - Divulgação/Seinfra
Divulgação/Seinfra
Projeto de triplicação (alargamento) da BR-232 na saída do Recife - Divulgação/Seinfra
Divulgação/Seinfra
A ciclovia, segundo promessa do governo de Pernambuco, será implantada em todo o trecho da rodovia que será alargado - Divulgação/Seinfra
Divulgação/Seinfra
Projeto de triplicação (alargamento) da BR-232 na saída do Recife - Divulgação/Seinfra
Divulgação/Seinfra
MELHORIAS Projeto prevê a recuperação do pavimento, que será de concreto em todas as pistas principais, onde o tráfego é mais pesado - Divulgação/Seinfra
Divulgação/Seinfra
Projeto de triplicação (alargamento) da BR-232 na saída do Recife - Divulgação/Seinfra

Divulgação/Seinfra
META Com conclusão, tempo de viagem nos 6,7 KMs reduzirá em 58% - Divulgação/Seinfra
DIVULGAÇÃO/SEINFRA
ÁREA URBANIZADA Ciclovia será implementada na margem sul e ficará integrada com transporte coletivo. Haverá, ainda, nova iluminação - DIVULGAÇÃO/SEINFRA

Transtornos

Os transtornos, entretanto, devem acontecer porque são quase 70 mil veículos circulando no trecho de 6,8 km diariamente, que já lidam com um tráfego saturado. O alerta é feito pela secretária. “É impossível não haver transtornos, mas estamos buscando reduzi-los ao máximo. Teremos muita sinalização e orientação ao motorista. Acreditamos que as vias marginais conseguirão absorver bem o tráfego”, diz Fernandha Batista.

O desafio da obra será avançar nos trechos em que não há vias marginais para o desvio do tráfego. Nesse caso, o Estado planeja ampliar o horário de trabalho para três turnos ao dia, ou seja, obras executadas também à noite e de madrugada. “Onde não tem margem para os desvios, estudamos trabalhar de domingo a domingo, em três turnos. Mas estamos finalizando esses estudos para submetê-los à aprovação dos órgãos de controle do Estado”, explica a secretária.

CONFIRA A INTERDIÇÃO

* Sentido Recife-Interior

As obras iniciam nas imediações do Km 8,2, logo após o Jardim Botânico. A pista principal será interditada e o tráfego desviado para a pista local, em uma extensão de 500 metros.

* Sentido Interior-Recife

A pista principal também será interditada e o tráfego desviado para a pista local no acesso ao Totó, logo após o Atacado dos Presentes. A interdição também será em uma extensão de 500 metros.

Entrevista

Secretária de Infraestrutura de Pernambuco, Fernandha Batista explicou a obra durante entrevista à Rádio Jornal, na manhã desta quarta-feira (9), e disse que o Estado tentou reduzir os impactos da obra com os desvios implantados.

"Vai ser iniciada a primeira etapa da obra na quebra do pavimento e reconstrução, nas proximidades do Jardim Botânico. Ao todo, são 7 quilômetros de extensão de obra, mas são 500 metros na primeira fase. Essas fases da obra são justamente para evitar que haja fechamento completo. Precisamos dessa via, não há via alternativa que comporte o fluxo, são 67 mil veículos por dia. O desvio foi implantado, ele é de tráfego, todo sinalizado, a gente está se programando para amanhã iniciar essa etapa e duas faixas sentido vindo para Recife e indo também para o Interior serão levadas para as marginais, liberando as faixas centrais para que todos os serviços sejam realizados. Essa primeira etapa tem duração de no máximo dois meses e a gente pretende concluir a obra como um todo em até doze meses, lembrando que a ordem de serviço foi dada último dia 25 de fevereiro", comentou.

Segundo Fernandha, o propósito da obra é justamente reduzir o tempo de permanência no trecho. A expectativa é que reduza em 58% o tempo. Assim, quem ficaria até uma hora no horário de pico, deve passar a ficar 25 minutos, segundo a estimativa da Secretaria de Infraestrutura.

"É um ganho considerável. O que garantimos é que nessa primeira etapa, nesse desvio, mantemos duas faixas indo e voltando, o impacto é muito minimizado, seria maior estrangulamento se diminuíssemos para uma faixa", disse a secretária, ao explicar que as pistas marginais passaram por melhorias, pois receberão uma quantidade de veículos bastante superior ao normal.

Questionada sobre as rotas alternativas, a secretária disse que o plano de logística durante as obras foi desenvolvido anteriormente. "Temos intensificado a comunicação, são diversos usuários da BR-232, o que passa eventualmente, o que utiliza de forma rotineira, o que abastece a cidade, não só Recife, mas toda a RMR, e esse plano foi desenvolvido. Estamos intensificando a comunicação para que esses destinos sejam otimizados, a rota seja eficiente e que a gente tenha menor impacto possível durante a obra. Cada intervenção, mesmo acidente na rodovia, a tendência da população é reduzir a velocidade e olhar, mas teremos parceria com a Prefeitura do Recife e os orientadores de trânsito vão fazer esse papel de direcionar os veículos e orientar em relação às obras", concluiu.

Comentários

Últimas notícias