UNANIMIDADE

TCE-PE aprova com ressalvas contas do ex-prefeito do Recife Geraldo Julio; entenda

Com a decisão do colegiado, será enviado à Câmara dos Vereadores da capital pernambucana um parecer recomendando a aprovação pelos parlamentares

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 26/10/2021 às 11:15
Notícia
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Geraldo Júlio na Rádio Jornal com Geraldo Freire - FOTO: YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Leitura:

O Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), por meio da sua Segunda Câmara, aprovou, com ressalvas, as contas de governo do ex-prefeito do Recife Geraldo Julio (PSB), do exercício financeiro de 2018. Com a decisão do colegiado, tomada por unanimidade, será enviado à Câmara dos Vereadores da capital pernambucana um parecer recomendando a aprovação pelos parlamentares.

De acordo com o voto do relator, conselheiro Luiz Arcoverde Filho, em 2018 foram aplicados 26% da Receita Corrente Líquida na manutenção e desenvolvimento do ensino (o mínimo é 25%), 78,82% dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) na remuneração dos professores (o mínimo é 60%), 20,77% em ações e serviços de saúde (mínimo é 15%), e 22,44% da RCL no pagamento do serviço da dívida (limite máximo é 120%), entre outros limites constitucionais.

Também houve o recolhimento integral e tempestivo das contribuições previdenciárias e foram observados os limites de gastos com despesas com pessoal, previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Ressalvas

O voto apontou ainda algumas irregularidades insuficientes para motivar a rejeição das contas, motivadoras de ressalvas e de dez recomendações, principalmente no que diz respeito aos controles contábeis junto aos ordenadores de despesas por fontes/destinação de recursos.

O relator fez algumas recomendações ao atual gestor, o prefeito João Campos (PSB), no que se refere à eficiência alcançada com a aplicação dos recursos em Educação, para que se reverta a tendência de diminuição da despesa municipal com investimentos, a fim de alocar recursos que viabilizem, entre outros, a construção e reforma de escolas e unidades de saúde e para aperfeiçoar as estimativas de receita e despesas primárias.

O que foi analisado

As contas de governo têm por objetivo analisar a situação das finanças do município, mais precisamente quanto ao cumprimento do orçamento, dos planos de governo e dos programas governamentais. Também são analisados os níveis de endividamento, o atendimento aos limites de investimento mínimo e máximo previstos para a saúde, educação, publicidade, duodécimos, previdência e despesas de pessoal.

Comentários

Últimas notícias