Eleições 2022

André de Paula fecha aliança com Marília Arraes para disputar o Senado e garante voto em Lula

André de Paula deixou a Frente Popular, de Danilo Cabral, e vai disputar a eleição ao lado de Marília Arraes

Cássio Oliveira
Cadastrado por
Cássio Oliveira
Publicado em 16/05/2022 às 11:59 | Atualizado em 16/05/2022 às 14:43
Blog Imagem
Evento de lançamento de André de Paula ao lado de Marília Arraes - FOTO: Blog Imagem
Leitura:

Deputado federal e pré-candidato a senador, André de Paula (PSD) anunciou oficialmente, nesta segunda-feira (16), sua aliança com a pré-candidata a governadora de Pernambuco Marília Arraes (SD).

"Vou fazer um trabalho intenso, a partir de hoje, de convencimento de que Marília Arraes é a melhor alternativa para Pernambuco para os próximos quatro anos", afirmou o pré-candidato.

Após anos na Frente Popular, ao lado do PSB de Paulo Câmara, André disputará a eleição pela oposição, pois não conseguiu viabilizar seu nome como candidato a senador na chapa de Danilo Cabral (PSB).

"Tenho me preparado para viver esse momento, não é acaso, é decorrência da longa trajetória política, de quem faz política com paixão", disse André de Paula. Ele garantiu, durante coletiva de imprensa, que vai votar em Lula (PT) para presidente.

André de Paula destacou que a aliança entre diferentes pensamentos políticos é importante na eleição deste ano para mudar o Brasil e citou a chapa formada entre Lula e Alckmin, que, por anos, foram adversários políticos.

"Serei senador de todos os pernambucanos e ser o senador de todos não significa que não tenha lado. Vou fazer no Senado pelos próximos oito anos e dentro do PSD tudo que estiver ao meu alcance para mitigar as dificuldades de Marília, que será a primeira mulher governadora de Pernambuco", afirmou o deputado.

Até a última semana, André fazia parte da Frente Popular e era aliado do Governador Paulo Câmara. Agora, terá como candidata a governadora, Marília Arraes, que fará duras críticas a essa gestão que por tantos anos ele apoiou.

"Tenho facilidade em defender o que acredito e acredito que Pernambuco pode mais, merece mais, e acredito que Marília lidera esse novo momento, é a candidata da volta da esperança dos pernambucanos. Não somos iguais, temos concepções distintas, mas responsabilidade e noção da gravidade do momento, o que nos faz ter responsabilidade, colocando de lado o que é assessório, as futricas", concluiu André de Paula.

Marília Arraes

Marília Arraes defendeu a experiência de André de Paula como ponto forte para que ele seja eleito senador e minimizou possíveis críticas à aliança.  Ela destacou que seu avô, Miguel Arraes, teve nas chapas integrantes de centro-direita e isso não comprometeu seus projetos de governar Pernambuco.

"Estamos buscando, assim como Lula, unidade entre diferentes. Mas temos um objetivo em comum, que é fazer o Estado voltar a moer", disse. "André como nosso futuro senador é fundamental para esse projeto. Ele representa a força de um partido grande, forte no Congresso, ele tem quase minha idade em experiencia no Legislativo, conhece Brasília melhor que qualquer um no Estado, sabe como funciona. Isso é essencial para que Pernambuco volte a ter dialogo com o governo federal", completou a pré-candidata.

Sobre críticas que partam do seu antigo partido, o PT, ou da Frente Popular, Marília preferiu não rebater. Ela disse que vai evitar "baixaria" na campanha e afirmou que não será pautada pelo que os outros falam. Ainda assim, a deputada não perdeu a chance de alfinetar a chapa de Danilo Cabral ao Governo.

"Não cabe a mim opinar sobre decisões de outros partidos. Nossa chapa consideramos ser a melhor. Enquanto outros candidatos estão administrando problemas em suas coligações, com mais de um partido disputando o Senado, a gente está aqui pensando em soluções para Pernambuco". 

Lula

Lula, pré-candidato a presidente neste ano, já contava com o apoio de Marília Arraes e agora com o de André de Paula. O petista apoia oficialmente Danilo Cabral (PSB), mas disse não se importar em ver outros candidatos pedindo voto em seu nome. 

Quem quer eleger Lula precisa da maior quantidade possível de apoios, é essa minha preocupação. Se Lula tivesse quatro ou cinco palanques em Pernambuco seria ótimo porque quero que ele seja eleito. Mas tem gente que tem objetivos menores.
Marília Arraes

Nesta segunda-feira, Marília reafirmou que seu apoio é irrestrito a Lula e lembrou que seu partido, o Solidariedade, está na base de apoio do petista no âmbito nacional.

"Vamos seguir fazendo campanha pedindo voto para Lula. O plano de governo estará em total consonância com as diretrizes de Lula, pois é a minha formação política desde muito cedo".

Marília e André ainda não possuem agendas programadas, de acordo com a pré-candidata. "Hoje é pensamento em agregar mais e mais, lideranças políticas que reforcem o palanque e a campanha nossa e por tabela de Lula. Temos muito falar aos pernambucanos. Eu e André representamos um time que conhece o Estado, a geografia, os problemas, e estamos juntos, com equipe técnica, pensando em soluções", afirmou a parlamentar.

Citação

Quem quer eleger Lula precisa da maior quantidade possível de apoios, é essa minha preocupação. Se Lula tivesse quatro ou cinco palanques em Pernambuco seria ótimo porque quero que ele seja eleito. Mas tem

Marília Arraes

Comentários

Últimas notícias