RENDIMENTOS

BBB 22: Munik Nunes, vencedora do 'BBB 16', revela quanto ganhou após vencer reality e conta detalhes de contrato de exclusividade com TV Globo

A vencedora do BBB 16 conseguiu multiplicar seu prêmio e hoje fatura alto com carreira de influenciadora digital

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 21/12/2021 às 20:32 | Atualizado em 21/12/2021 às 21:01
Reprodução/Instagram
Munik Nunes - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Há quase seis anos Munik Nunes era anunciada como a grande vencedora da 16ª edição do Big Brother Brasil. Nunes levou para casa o prêmio de R$1,5 milhão e revela que já dobrou esse valor. Entrevista pelo Splash, a goiana conversou sobre como conseguiu multiplicar o prêmio e qual seu atual faturamento mensal como influenciadora nas redes sociais.

Segundo Munik, após receber o dinheiro ela destinou R$500 mil para seus pais e o resto ficou guardado na sua conta bancária. “Lembro como se fosse hoje quando abri a minha conta e vi tantos zeros. Não tinha a menor ideia do que iria fazer, se iria investir ou gastar. Assim que o dinheiro entrou na conta, a minha gerente do banco bloqueou porque pensou que eu deveria investir, né? Deixei o dinheiro na conta alguns meses e depois dei R$ 500 mil do prêmio para os meus pais. Fiquei com R$1 milhão e esse dinheiro ainda rende”, explicou ela.

Apostando na carreira de influenciadora, Munik passou a trabalhar com marcas nas redes sociais e diz que, hoje, consegue fazer aproximadamente R$100 mil reais por mês. Mas, ressalta, nem sempre o valor foi tão alto. “Hoje ganho até mais do que quando saí do reality. Há cinco anos, era mais devagar a publicidade no Instagram e poucas lojas on-line. O preço também era outro. Eu cobrava mais barato, não sabia como vender um produto”, comentou a ex-BBB.

Contrato de exclusividade com a Globo

Após a vitória, Munik cumpriu um contrato de exclusividade com a TV Globo por um ano. Sobre isso, a vencedora do BBB 16 foi sincera: “No meu caso foi ruim. Quer dizer, não foi bom nem ruim”, disse. “Poderiam ter me usado mais nesse um ano. Eu poderia ter ido a programas da emissora e não fui. Não podia dar entrevistas a outros canais e em relação à publicidade, não podia pegar todas as marcas. No contrato tem algumas restrições. Se o patrocinador do ‘BBB’ era a Pantene, eu não podia fazer propaganda da Seda, por exemplo, nesse um ano. Amarrava bastante”, admitiu.

Mesmo com os impedimentos impostos pelo contrato com a emissora, ela reconhece que sua vida não seria a mesma se não tivesse entrado na casa do BBB. Antes de entrar para o reality, Munik fazia “bicos”, como distribuição de panfletos para eventos e chegava a trabalhar até 12 horas por dia. “Quando tinha um evento grande, de divulgação do UFC, por exemplo, eu ganhava no máximo R$ 100. Eventos menores eu ganhava R$ 60. Quando eu fazia o evento em si, era em torno de R$ 120”, revelou.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias