Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Revolta

Torcida do Náutico faz protesto na sede após denúncias de assédio dentro do clube

O acusado é Errisson Melo, irmão do presidente Edno Melo, e ex-diretor financeiro do clube alvirrubro

Davi Saboya Carolina Fonsêca
Davi Saboya
Carolina Fonsêca
Publicado em 25/11/2021 às 21:33
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
O protesto aconteceu na frente da sede do Náutico - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Torcedores do Náutico realizaram um protesto, na noite desta quinta-feira, na sede social nos Aflitos, contra os assédios que teriam sido cometidos dentro do clube que foram denunciados por mulheres nos últimos dias. O ato aconteceu no mesmo horário do jogo contra o Cruzeiro, em partida válida pela última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

>> Mais uma denúncia contra ex-funcionário do Náutico por assédio; vítima é menor de idade

>> Náutico tenta fazer o absurdo: transformar assédio em factoide

>> Ex-diretora do Náutico acusa funcionário do clube de importunação sexual

O acusado é Errisson Melo, ex-superintendente financeiro e irmão do presidente Edno Melo. A primeira vítima que denunciou as importunações foi a ex-diretor da mulher e de operações, Tatiana Roma.

"Estou aqui cobrando uma resposta do Náutico e também da Justiça. Tantos casos de assédios não podem ficar impunes. Justiça para Tati (Roma, ex-diretor da mulher e primeira vítima que realizou a denúncia) e todas as outras que sofreram na mão de um assediador", disse a alvirrubra Fernanda Rocha, que estava presente no protesto. 

Torcedora do Náutico, Mariana Lessa destacou a necessidade de combater o caso. Ela salientou que as mulheres que gostam de futebol sofrem bastante com o machismo que impera o esporte.

>> Conselho do Náutico convoca reunião extraordinária provocada por denúncia de assédio no clube

>> Patrocinador cobra explicações do Náutico sobre episódio de importunação sexual de funcionário

>> Caso de assédio no Náutico: advogado de funcionário classifica acusação como "factoide" e questiona anonimato de outras vítimas

"Sou torcedora do Náutico e estou protestando contra todos esses assédios que aconteceram por parte do dirigente do Náutico. Estamos aqui protestando, pois sabemos o machismo cultural que cerca o futebol. Isso é só a ponta do 'iceberg'", afirmou a alvirrubra.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Blog do Torcedor (@blogdotorcedor)

"Tem toda uma parte maior que precisamos combater, mas precisamos chegar nesses casos mais expressivos para mostrar o quanto as mulheres que gostam de futebol sofrem neste espaço, que também é nosso", acrescentou.

O protesto aconteceu de forma pacífica nos Aflitos e não teve nenhum incidente. Os torcedores também prometeram outras ações em forma de protestos contra os casos de assédio que aconteceram dentro do campo. Em postagem no Instagram, o grupo de torcedoras chamado Timbuzeiras explicou as intenções do protesto e se manifestou sobre o caso.

>> Presidente do Náutico fala sobre caso de assédio no clube, cita uso eleitoral e oposição reage; ouça 

“O Náutico é um clube de todos”, infelizmente essa afirmação só acontece na teoria. Na prática , estamos constantemente vivenciando situações criminosas de racismo, homofobia e assédio. Não podemos mais deixar que o Náutico seja associado a tais situações", disse a postagem.

"Por isso, convocamos as diversas torcidas e torcedores do clube para se reunir, na quinta-feira (25), às 20 horas, na sede do Clube Náutico Capibaribe, para fazermos uma manifestação exigindo punições cabíveis. O Náutico é maior que isso!", completou o perfil.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias