Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

problemas

Saiba quantos milhões o Sport precisa pagar a CNRD para inscrever novos jogadores e a diferença para o 'Caso André'

O Sport foi punido pela Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) por seis meses

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 21/12/2021 às 17:38
ANDERSON STEVENS/SPORT
Sport tem dívidas com os representantes de Rithely - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

A temporada de 2022 nem começou e o Sport já tem problemas para resolver. Por causa das dívidas com a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), o clube rubro-negro está proibido de registrar novos jogadores por seis meses. Para anular a punição, ao menos de forma momentânea, a diretoria do Sport busca acordo com três ex-funcionários: o treinador Nelsinho Baptista, o volante Rithely e o meia Thomaz. O presidente interino do Sport, Yuri Romão, pretende resolver tudo até o dia 23 de dezembro.

O débito gira em 2,5 milhões. A dívida com os representantes Rithely é de R$ 1,5 milhão; com os de Thomaz em R$ 250 mil e o restante relacionado a Nelsinho Baptista. ‘’Temos que quitar esses débitos e estamos buscando alternativas no mercado financeiro para pagar. O Sport não pode ficar sem inscrever jogadores’’, afirmou o dirigente em entrevista exclusiva ao repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal.

Total da dívida com a CNRD

Ao todo, a dívida do Sport com a CNRD é de R$ 22 milhões em 40 casos. No entanto, a dívida da atual punição se refere ao valor envolvendo os três citados acima (Nelsinho Baptista, Rithely e Thomaz). O executivo também afirmou que a diretoria trabalha com a seguinte mentalidade: buscar o equilíbrio entre pagar as contas em dia e administrar o passivo. ‘’Infelizmente, temos que nos deparar com esse tipo de situação. Quando aceitei ser candidato, tinha noção disso tudo. Não existe ninguém inocente. Estamos buscando soluções que se adaptem à realidade do clube’’, explicou Yuri Romão.

> Retrospectiva 2021: caos político foi o tom no Sport na temporada

> Saiba qual o único jeito do Sport conseguir anular punição e registrar jogadores

Mesmo que o Sport consiga o dinheiro para pagar as dívidas, vai ter que esperar o fim do recesso da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que só volta aos trabalhos em janeiro e novas inscrições são liberadas no dia 19 do mesmo mês. Vale lembrar que a estreia na temporada acontece no dia 22 contra o CRB pela Copa do Nordeste, de acordo com a tabela básica divulgada.

Em entrevista ao repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal, o vice-presidente jurídico do Sport, Rodrigo Guedes, foi bem direto ao ser questionado se existe outro jeito do clube conseguir anular a punição.

> Nas redes sociais, torcida do Sport divide opiniões sobre possível retorno de Diego Souza

''Estamos tentando os acordos e estamos negociando. Não tem outro jeito. É pagar. Se assume um compromisso, tem que cumprir. O Sport, infelizmente, não cumpriu alguns e estamos tentando recuperar a credibilidade do clube [...] Não adianta dizer que vai pagar, não conseguir e voltar a inadimplência'', afirmou o dirigente ao revelar que está avaliando todos os processos na CNRD.

Reprodução
Decisão da CNRD sobre punição ao Sport - Reprodução

Diferença para o Caso André

Apesar da ação contra o Sport ser desde 2018, foi em maio de 2021 que a CNRD combinou que o pagamento fosse parcelado, com 30% da condenação efetuada até junho e o restante divido em seis parcelas a partir de julho. O último prazo dado ao Sport foi até 15 de dezembro. Como o clube rubro-negro não cumpriu o acordo, o Artigo 42 do regulamento da CNRD prevê penalizações.

O presidente interino, Yuri Romão, lembrou até do caso André, quando o Leão da Ilha do Retiro teve que pagar R$ 5,23 milhões ao Sporting (POR) pela transferência do atacante em 2017. O time pernambucano também ficou proibido fazer novas inscrições de atletas. No entanto, a permanência na Série A fez com que o time pernambucano se livrasse dos débitos com os portugueses.

> Sport e Náutico: maratona à vista no início de 2022; entenda o motivo

> CBF atualiza ranking de clubes; confira as colocações de Sport, Náutico e Santa Cruz

''Pegamos o dinheiro, quitamos a dívida sobre o caso André e outras pendências. Isso foi bom, mas infelizmente agora não temos isso. É importante dizer que vamos conseguir. O Sport passou a ter novamente credibilidade. Estamos há cinco meses e todas as folhas foram pagas em dia'', completou.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Comentários

Últimas notícias