Cinema

Espectador faz crítica a Temer em exibição de Aquarius em Brasília

Primeiro dia de exibição oficial do longa dirigido por Kleber Mendonça Filho foi marcado por protesto contra o presidente Michel Temer, em Brasília

JC Online
JC Online
Publicado em 02/09/2016 às 12:45
Foto: Divulgação
Primeiro dia de exibição oficial do longa dirigido por Kleber Mendonça Filho foi marcado por protesto contra o presidente Michel Temer, em Brasília - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Lançado oficialmente nesta quinta-feira (1) em circuito nacional, o filme Aquarius, dirigido pelo pernambucano Kleber Mendonça Filho e traz Sonia Braga como protagonista, foi marcado por indireta política nos créditos finais do longa e protesto contra o presidente Michel Temer, numa sessão em Brasília.

Um dia antes do lançamento, Aquarius teve a sua classificação indicativa reduzida pelo Ministério da Justiça, de 18 para 16 anos, após a repercussão em todo o país como uma possível retaliação ao longa, que tem um forte discurso de resistência.

Nos créditos finais do filme pernambucano durante uma exibição em Brasília, na tarde da quinta-feira (1º/9) algum espectador projetou uma indireta política por cima da exibição do cinema, utilizando-se de um aparelho portátil. Ao lado da ficha técnica de Aquarius, foi inserida a frase "NADA A TEMER", sobre os desdobramentos da crise que levou ao impedimento da presidente Dilma Rousseff e a posse de Michel Temer como o atual presidente da República.

Além disso, a sessão do longa em Brasília foi marcada por um protesto contra Temer. Dezenas de pessoas levaram placas com a mensagem "Fora Temer" e bradaram ao fim da exibição do filme.

 

Engajamento

Aquarius sustenta um discurso político aberto desde a sua participação no Festival de Cannes, quando o elenco e equipe técnica protestaram abertamente no Tapete Vermelho do evento, anunciando que o Brasil estava vivendo um golpe na Democracia. Algo que foi consumado no último dia 31 de Agosto de 2016.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias