Série C

Artilheiros fora dos holofotes do clássico entre Náutico e Santa Cruz

Wallace Pernambucano deve ficar no banco de reservas do Náutico e Pipico está no departamento médico do Santa Cruz

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 24/08/2019 às 12:07
Notícia
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Wallace Pernambucano deve ficar no banco de reservas do Náutico e Pipico está no departamento médico do Santa Cruz - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Toda grande história tem os artistas principais, mas no Clássico das Emoções deste sábado pela Série C do Campeonato Brasileiro dois destaques estão ofuscados. Náutico e Santa Cruz entram em campo sem os respectivos artilheiros da temporada. Pelos alvirrubros a situação é mais tranquila. Wallace Pernambucano, que tem 12 gols marcados neste ano, perdeu a posição entre os titulares nesta reta final para Rafael Oliveira, e deve ficar no banco de reservas como opção. Já os tricolores ainda não podem contar com o “homem-gol”. Pipico segue no departamento médico se recuperando da lesão muscular grau dois que sofreu na panturrilha esquerda e a camisa nove ficará pela segunda vez com o garoto Elias.

O jovem atacante recebeu a difícil missão de substituir o artilheiro coral e correspondeu à altura na rodada anterior. Marcou um gol na vitória diante do Globo. Esta será a quarta partida do Santa Cruz sem Pipico na reta final da primeira fase da Série C. A contusão aconteceu no primeiro tempo do jogo contra o ABC, fora de casa, pela 14ª rodada. Um grande desfalque para o Tricolor do Arruda diante dos números expressivos do centroavante. Neste ano, foram 30 jogos e 16 tentos.

No Náutico, Wallace Pernambucano oscilou no momento mais decisivo na Terceirona. Rafael Oliveira recebeu uma oportunidade e correspondeu. Na 13ª rodada, entrou no segundo tempo e marcou o gol da vitória em cima do Treze, nos Aflitos. No jogo seguinte, diante do Confiança, ganhou a titularidade e balançou a rede novamente. Além disso, pesou a favor o fato de já ter trabalho com o técnico Gilmar Dal Pozzo, que conhecia a forma do centroavante atuar em campo.

Para defender a difícil troca no pelotão de frente alvirrubro, Dal Pozzo ressaltou a importância de ter mais de uma opção para uma função importante na equipe. Além disso, frisou em um das entrevistas que o artilheiro Wallace Pernambucano entendeu a ida para o banco de reservas diante do momento de Rafael Oliveira, apesar de inicialmente, segundo o treinador, ter sentido nitidamente a mudança. O que, de acordo com o comandante do Timbu, deixou ele melhor do que antes para voltar a equipe principal.

COBRA CORAL

Já o Santa Cruz não tem outra opção a não ser lamentar a ausência do atacante Pipico em um momento que o time necessita vencer. Tentando minimizar o desfalque, Milton Mendes adotou o tradicional discurso de evitar muitos comentários sobre o artilheiro e valorizar as peças que tem à disposição. Desde que o camisa nove se machucou, ele viveu o grande dilema da busca pelo substituto. O jovem Elias é a terceira opção, que parece ter sido a que mais agradou o treinador. Antes, Guilherme Queiroz e Augusto foram testados, mas não corresponderam. Contra o Náutico, os números de Pipico são ainda mais surpreendentes. Ele marcou gol em três dois de quatro encontros entre os rivais neste ano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias