Cena Política

Quarentena será ampliada em três dias e otimismo com vacinas fez com que medidas fossem aliviadas em PE

Governador lembrou, porém, que a pandemia não acabou e a situação ainda é grave. A confiança para reabrir a economia melhorou com a expectativa de mais doses de imunizante chegando.

Igor Maciel
Igor Maciel
Publicado em 25/03/2021 às 18:30
Análise
REPRODUÇÃO DE VÍDEO
Não vamos tolerar isso (violência) em Pernambuco. Nosso compromisso é com uma sociedade pacífica, plural e democrática", afirmou o governador Paulo Câmara - FOTO: REPRODUÇÃO DE VÍDEO
Leitura:

Ao invés de 10 dias oficiais, três dias de prorrogação, com um feriadão logo depois, o que deve manter níveis de isolamento mais controlados.

O governo de Pernambuco decidiu começar a liberar atividades econômicas a partir do dia 1º de abril, daqui a uma semana. Mas no dia 2 de abril é feriado, depois vem o sábado e o domingo de Páscoa. Ideia é que o índice de isolamento se mantenha.

Do dia 5 de abril em diante, aí sim, tudo volta a um "normal reduzido", a vida vai funcionar sob regras um pouco mais relaxadas do que na quarentena, com horários reduzidos.

A pressão de setores dentro do próprio governo foi grande para que tudo fosse formatado assim, sem mais apertos.

O que convenceu a gestão foi a confiança de que o número de vacinas chegando aos estados deve aumentar bastante nos próximos dias.

Esse otimismo já estava presente há alguns dias quando o ministério da Saúde orientou para que os estados usassem as doses que estavam reservadas para segunda aplicação, porque o fluxo de entregas estava garantido e ninguém ia ficar sem receber o material.

Pernambuco resolveu seguir a orientação, demonstrando acreditar nisso.

A vacinação também está fazendo efeito, tanto que o número de internados em UTI com mais de 80 anos, que já tomaram a vacina, está caindo bastante.

Se as pessoas usarem máscara, álcool em gel e evitarem aglomerações, tendo vacinação, é possível sair dessa.

Comentários

Últimas notícias