Dicas e informações de viagens, férias e turismo
Turismo de Valor

Descubra dicas de viagem e roteiros para as férias, além dos destinos e atrações que estão em alta no turismo.

AEROPORTO

Sete aeroportos brasileiros vão ser administrados por grupo francês; saiba quais

Somados, os sete aeroportos movimentaram 4,7 milhões de passageiros no total em 2019.

AFP Flávio Oliveira
AFP
Flávio Oliveira
Publicado em 12/01/2022 às 17:20
CHANDAN KHANNA / AFP
Os aeroportos que serão administrados pelo grupo francês ficam na região Norte do Brasil - FOTO: CHANDAN KHANNA / AFP
Leitura:

Em meio ao anúncio do cancelamento de voos devido ao aumento de casos de covid-19 e gripe no Brasil, o grupo francês Vinci anunciou nesta quarta-feira (12) que vai administrar, por 30 anos, o Aeroporto de Manaus, o terceiro maior terminal de cargas do Brasil, além de "outros seis aeroportos da região".

Os aeroportos são "Porto Velho, Rio Branco, Boa Vista, Cruzeiro do Sul, Tabatinga e Tefé", acrescentou o grupo em comunicado. Somados, os sete aeroportos movimentaram 4,7 milhões de passageiros no total em 2019.

O contrato de concessão foi "atribuído pela aviação civil brasileira em abril passado", mas a Vinci iniciou suas atividades no local "há 24 horas", disse um porta-voz do grupo à AFP.

Grupo Vinci

O grupo, que tem como meta zero emissão de gases de efeito estufa em sua rede até 2050, anunciou que pretende lançar um "plano de ação ambiental na Amazônia", principalmente com a construção de uma planta de energia solar e um programa de poços de carbono florestal para capturar as emissões residuais de CO2 dos aeroportos.

O grupo opera 53 aeroportos em 12 países da Europa, Ásia e América e "emprega cerca de 500 pessoas". 

Últimas notícias