Olho na dieta

Frio do inverno aumenta a fome? O golpe tá aí, cai quem quer

Inverno combina com sopinha com pão e chocolate quente, mas pode ser saudável

Marília Banholzer
Marília Banholzer
Publicado em 30/06/2021 às 7:10
Notícia
FREEPICK
Tempo frio é hora de redobrar cuidados com alimentação saudável - FOTO: FREEPICK
Leitura:

O cantor Djavan dizia que "um dia frio, um bom lugar pra ler um livro". Mas nos dias frios parece que a gente sente mais fome, já percebeu? A explicação para esse "apetite" está nas baixas temperaturas e no gasto calórico que nosso corpo exige para nos manter aquecidos. Então, no inverno, é preciso redobrar os cuidados com a alimentação saudável, mesmo que tenha um sopinha quentinha com pão esperando para lhe aquecer.

Para entender o que, de fato, acontece com nosso corpo no inverno, a Dra. Claudia Chang, pós-doutora em endocrinologia e metabologia pela USP e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) cita os maiores mitos e verdades sobre a perda ou o ganho de peso durante a estação.

Segundo ela, é fato que nós precisamos ingerir mais alimentos nessa época do ano, mas é mito que a tendência da estação seja engordar. "Nessa época do ano, as pessoas costumam ficar mais em casa (no momento atual, mais ainda!), pois nem todo mundo gosta de encarar o frio na rua. Ficar muito tempo dentro de casa facilita o acesso aos alimentos (e a tendência é optar pelos mais calóricos, como bolacha, chocolate ou pães). Pior: se houver algum transtorno emocional associado (ansiedade e/ou depressão), pode haver maior dificuldade de controle alimentar e a pessoa acaba descontando na comida", explica. O problema dessa maior ingestão de alimentação é quando consumimos mais do que o corpo precisa "queimar" para nos manter aquecidos. 

A boa notícia para quem está tentando manter uma alimentação saudável em buscar do emagrecimento é que é fato que o inverno é uma excelente época para emagrecer. A média explica que neste período, o metabolismo acelera, já que o corpo precisa produzir mais calor. Este processo ativa mecanismos que estimulam a queima de gorduras acumuladas, podendo atingir um aumento de até 10% da queima calórica. No entanto, para isso ocorrer, é fundamental manter uma alimentação equilibrada e não exagerar nos fondues e chocolate quente.

A queima de calorias potencializada pelo frio, no entanto, não lhe permite aliviar na prática de exercícios. "Com o metabolismo mais acelerado, a prática de atividade física trará mais resultado para o emagrecimento. Até porque não devemos esquecer que exercitar o corpo não é só pela estética, mas para manter a saúde física, mental e, consequentemente, uma boa qualidade de vida”, conclui Claudia Chang.

Controle essa "fome invernal"

Mas será que é possível mesmo manter uma alimentação saudável em dias tão gelados? A engenheira de alimentos Erika de Almeida garante que sim, e o melhor, sem abrir mão de comidas gostosas e, ao mesmo tempo, cuidando da saúde. Segundo ela, a estação mais fria do ano combina com sopas, caldos e cremes. Embora possam ser muito saudáveis, dependendo dos ingredientes, podem surtir o efeito contrário e propiciar ganho de peso.

Erika orienta que, na hora do preparo, sejam evitados ingredientes ricos em carboidratos em uma mesma receita como, por exemplo, arroz, batata, mandioca e macarrão. Sendo assim, uma alternativa é acrescentar legumes e verduras nas sopas. Além de altamente nutritivos e saudáveis para a manutenção da imunidade, eles agregam mais sabor ao prato. Algumas opções são: brócolis, couve-flor, couve, acelga, cenoura e agrião.

Vadym Drobot/freepick
Frio aumenta a vontade de comer e os doces são grande vilões - Vadym Drobot/freepick

Mas convenhamos, as sopas são as opções menos tentadoras quando o assuno é furar a dieta nos dias frios do inverno. O consumo de chocolates e outras guloseimas doces é que são as grandes armadilhas. Para esse assunto, Erika de Almeida aconselha trocar o doce por uma fruta da estação, como morango, maçã, pera, uva, laranja e outras, que pode ser consumida em qualquer momento do dia e saciar o desejo de comer doces. "É claro que é importante se conhecer e ter esses momentos de 'flexibilidade', mas vale salientar que é necessário ter equilíbrio e buscar sempre se alimentar da forma mais saudável possível", destaca.

Outras dicas para uma boa alimentação no inverno

Aposte na granola: são ótimas pedidas para o lanche da tarde e a refeição antes de dormir. Os grãos que auxiliam o bom funcionamento do intestino, além de serem super saborosas.

Substitua o pão branco: Para acompanhar as sopas típicas do inverno, as torradas e o pão branco são os queridinhos de muitos. No entanto, a sugestão é a substituição pelo pão integral com grãos e pelo pão sem glúten, opções mais saudáveis.

Troque por integrais: O consumo de produtos integrais propicia o aumento da sensação de saciedade por conta das fibras que, por sua vez, previnem os exageros. Além disso, auxiliam o organismo na redução dos níveis de colesterol e de açúcar no sangue, e não contém açúcares nem gorduras, portanto, não provocam aumento de peso.

Alimentos com vitaminas: No inverno, a vitamina C é fundamental pois atua nas células de defesa do organismo, fortalecendo os anticorpos e prevenindo gripes e resfriados. É encontrada em alimentos como: laranja, limão, goji berry, acerola, morango, brócolis, couve e cenoura. Já a vitamina E age diretamente como antioxidante e fortalece o sistema imunológico. Castanha do Pará, amêndoas e nozes, óleos vegetais, folhas verde-escuras, como rúcula, couve, agrião e espinafre são alimentos que contêm a vitamina.

Vadym Drobot/freepick
Frio aumenta a vontade de comer e os doces são grande vilões - FOTO:Vadym Drobot/freepick

Comentários

Últimas notícias