BIOGRAFIA

Gil do Vigor diz que seu livro será um "ato de resistência"

O economista pernambucano compartilhou a novidade na internet

Rute Arruda Márcio Bastos
Rute Arruda
Márcio Bastos
Publicado em 14/05/2021 às 23:13
Notícia
INSTAGRAM/@GILNOGUEIRAOFC/REPRODUÇÃO
"Em um dia como esse é cada vez mais importante contar minha história", escreveu Gil - FOTO: INSTAGRAM/@GILNOGUEIRAOFC/REPRODUÇÃO
Leitura:

O economista pernambucano e ex-participante do Big Brother Brasil 2021, Gilberto Nogueira, mais conhecido como Gil do Vigor, compartilhou em suas redes sociais nesta sexta-feira (14) que lançará um livro. Segundo o ex-BBB, a biografia será um "ato de resistência".

O comentário foi feito após o compartilhamento de áudios atribuídos ao conselheiro do Sport Flávio Koury, criticando o economista após visita à Ilha do Retiro, casa do Sport Club do Recife.

"Em um dia como esse é cada vez mais importante contar minha história. Estava muito animado para contar isso para vocês. E com o que aconteceu hoje, meu livro - que será lançado pela Globo Livros - virou um ato de resistência também.", escreveu Gil no Twitter.

Gil do Vigor faz sucesso no BBB 21

Quarto colocado na 21ª edição do Big Brother Brasil, Gilberto conquistou o país com seu carisma e colocou em pauta a questão da homoafetividade no reality show. Ele foi responsável pelo primeiro beijo entre dois homens no programa, após se envolver em uma festa com o ator Lucas Penteado.

O pernambucano emocionou o país ao contar sua história de superação através da educação (ele é doutor em Economia e, durante o programa, passou em programas de pós-doutorado nos EUA) e também da sua luta contra o preconceito contra a sua sexualidade. Quando Gilberto ganhou sua primeira prova do líder no reality show, o tema foi "rainbow" (arco-íris), em alusão ao símbolo da comunidade LGBTQIA+.

No programa, Gilberto também falou sobre as várias vezes em que ouviu comentários homofóbicos, inclusive quando foi missionário da Igreja Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Ele chegou a dizer, inclusive, que temia a reação de seus ex-colegas devido ao seu processo de libertação e autoaceitação no BBB. Ao sair do confinamento, ele disse ter recebido mensagens de apoio e contou, inclusive, que a igreja começaria a abordar questões ligadas à identidade de gênero.

O economista recebeu manifestações de carinho do público e também de muitos famosos que apontaram a importância de sua participação no programa e como sua história de vida era inspiradora em um país como o Brasil, onde há o maior número de assassinatos contra pessoas LGBTQIA+ no mundo. Nomes como Marcelo Adnet, Pabllo Vittar, Angélica, Clarice Falcão, entre outros, declararam sua admiração por Gilberto.

 

 

Comentários

Últimas notícias