BENEFÍCIO

Veja se você é um dos 5,6 milhões que recebe o auxílio emergencial nesta sexta (18)

O auxílio emergencial é pago desde abril deste ano como forma de reduzir os impactos financeiros causados pela pandemia do novo coronavírus

Vanessa Moura
Vanessa Moura
Publicado em 18/09/2020 às 7:14
Notícia

Divulgação
Caixa Econômica Federal - FOTO: Divulgação
Leitura:

A Caixa Econômica Federal (CEF) realiza novos pagamentos do auxílio emergencial nesta sexta-feira (18). Desta vez para 5,6 milhões de trabalhadores, 4 milhões de inscritos via site ou app ou pertencentes ao CadÚnico nascidos em julho, referente ao Ciclo 2 de pagamentos; e 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família com número NIS final 2, referente à prorrogação de R$ 300. 

O primeiro grupo recebe o dinheiro na poupança digital da Caixa, onde pode realizar transações, compras online e pagamentos de boletos. A liberação para saques e transferências acontece somente a partir de 8 de outubro. 

Já o segundo grupo, que consiste nos beneficiários do Bolsa Família, recebe a quantia já em mãos nesta sexta, em todas as agências da Caixa do país. 

Prorrogação

A prorrogação do auxílio emergencial por mais quatro meses no valor reduzido de R$ 300 foi anunciada em 1º de setembro, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e as novas regras de pagamento do benefício foram divulgadas através da Medida Provisória de número 1.000 publicada no Diário Oficial da União de 3 de setembro. 

O benefício, que foi pago durante cinco meses no valor de R$ 600, agora, será reduzido pela metade. Segundo o presidente, o País não conseguiria sustentar o valor pago por mais meses.

"O valor, como vínhamos dizendo, R$ 600, é muito para quem paga, no caso, o Brasil. Podemos dizer que não é um valor suficiente para todas as necessidades, mas, basicamente, atende. Até porque o valor definido agora a pouco é um pouco superior a 50% do valor do Bolsa Família", afirmou Bolsonaro.

>>CGU arma que Brasil pode ter perdido até R$ 4 bilhões por fraudes no auxílio emergencial

>>Auxílio emergencial chegou a 30,2 milhões de domicílios em julho, diz IBGE

De acordo com a MP, não há indícios de que aconteça uma reabertura de inscrições para o programa, deste modo, o dinheiro será pago aos beneficiários que já têm direito a quantia, sem necessidade de recadastramento.

Em relação às datas de pagamento, os calendários para inscritos via site ou app ainda não foram divulgados pelo governo, nem pela Caixa Econômica Federal, mas, de acordo com a portaria, as parcelas devem ser pagas até dezembro, mensalmente. "Fica instituído, até 31 de dezembro de 2020, o auxílio emergencial residual a ser pago em até quatro parcelas mensais no valor de R$ 300 ao trabalhador beneficiário do auxílio emergencial", diz trecho do documento.

Além disso, há a possibilidade de parte dos aprovados não receberem as quatro parcelas do benefício, já que ele deve ser pago somente até dezembro. Desta forma, os beneficiários aprovados tardiamente pelo programa, que ainda estão recebendo as primeiras parcelas do auxílio, podem não chegar a ter acesso à prorrogação. "O auxílio emergencial residual será devido até 31 de dezembro de 2020, independentemente do número de parcelas recebidas", diz o artigo 1º da MP.

Beneficiários do Bolsa Família

Os pagamentos para inscritos no auxílio emergencial que já recebem o Bolsa Família seguem o calendário do próprio benefício. A data de pagamento aos beneficiários do Bolsa Família é realizada de acordo com o Número de Identificação Social (NIS), diretamente nas agências da Caixa.

Tal grupo terminou de receber a quinta parcela em 31 de agosto. Agora, com a prorrogação do auxílio, este grupo recebe a sexta parcela agora, entre os dias 17 e 30 de setembro, de acordo com o calendário já pré-determinado pelo programa, veja abaixo:

NIS 1 - 17 de setembro 

NIS 2 - 18 de setembro - PAGAMENTO DE HOJE.

NIS 3 - 21 de setembro

NIS 4 - 22 de setembro

NIS 5 - 23 de setembro 

NIS 6 - 24 de setembro

NIS 7 - 25 de setembro

NIS 8 - 28 de setembro

NIS 9 - 29 de setembro

NIS 0 - 30 de setembro

Ciclos

O pagamento do auxílio emergencial feito pela Caixa Econômica Federal é dividido em quatro ciclos e cada ciclo é dividido em duas etapas, a primeira é quando o beneficiário recebe a quantia na poupança digital, e a segunda é quando o beneficiário pode realizar transferências e saques. Neste formato, o inscrito recebe a sua devida parcela conforme a data em que teve o cadastro aprovado. Sendo assim, sempre que um ciclo é iniciado, cada beneficiário, independente da parcela que esteja esperando, começa a receber (Veja calendários abaixo). 

>>Confira o calendário de crédito e saque da quinta parcela do auxílio emergencial

>>Auxílio emergencial manteve economia ativa em municípios mais pobres, diz estudo da UFPE

>>'Pode esperar que vamos pegar', diz Lorenzoni sobre quem recebeu auxílio emergencial indevidamente

>>Auxílio emergencial e isolamento social impulsionam vendas do setor de cama, mesa e banho

Ciclo 1

A primeira etapa do Ciclo 1 é de 22 de julho a 26 de agosto, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 25 de julho e 17 de setembro, quando há a liberação para saques e transferências. Este ciclo já foi finalizado.

Pagamentos deste ciclo:

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 1ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem a primeira parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem a segunda parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à parcela em maio de 2020 recebem a terceira parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em abril de 2020 recebem a quarta parcela.

Confira o calendário do Ciclo 2

A primeira etapa do Ciclo 2 foi de 28 de agosto a 30 de setembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, receberam o crédito em conta.  Já a segunda etapa do mesmo ciclo aconteceu entre os dias 19 de setembro e 27 de outubro, quando houve a liberação para saques e transferências. Este é o ciclo atual. 

Nascidos em janeiro: depósito em 28/08 e saque em 19/09
Nascidos em fevereiro: depósito em 02/09 e saque em 22/09
Nascidos em março: depósito em 04/09 e saque em 29/09
Nascidos em abril: depósito em 09/09 e saque em 01/10
Nascidos em maio: depósito em 11/09 e saque em 03/10
Nascidos em junho: depósito em 16/09 e saque em 06/10
Nascidos em julho: depósito em 18/09 e saque em 08/10 - PAGAMENTO DE HOJE.
Nascidos em agosto: depósito em 23/09 e saque em 13/10
Nascidos em setembro: depósito em 25/09 e saque em 15/10
Nascidos em outubro: depósito em 28/09 e saque em 20/10
Nascidos em novembro: depósito em 28/09 e saque em 22/10
Nascidos em dezembro: depósito em 30/09 e saque em 27/10

Pagamentos deste ciclo:

-  Trabalhadores que tenham recebido a primeira parcela em meses anteriores e tiveram o pagamento suspenso em agosto, receberão o pagamento de todas as parcelas restantes;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 1ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 2ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 3ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em maio de 2020 recebem crédito e saque da 4ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em abril de 2020 recebem crédito e saque da 5ª parcela.

Confira o calendário do Ciclo 3

A primeira etapa do Ciclo 3 é de 9 de outubro a 13 de novembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 29 de outubro e 19 de novembro, quando há a liberação para saques e transferências.

Nascidos em janeiro: depósito em 09/10 e saque em 29/10
Nascidos em fevereiro: depósito em 09/10 e saque em 29/10
Nascidos em março: depósito em 16/10 e saque em 03/11
Nascidos em abril: depósito em 16/10 e saque em 03/11
Nascidos em maio: depósito em 23/10 e saque em 10/11
Nascidos em junho: depósito em 23/10 e saque em 10/11
Nascidos em julho: depósito em 30/10 e saque em 12/11
Nascidos em agosto: depósito em 30/10 e saque em 12/11
Nascidos em setembro: depósito em 06/11 e saque em 17/11
Nascidos em outubro: depósito em 06/11 e saque em 17/11
Nascidos em novembro: depósito em 13/11 e saque em 19/11
Nascidos em dezembro: depósito em 13/11 e saque em 19/11

Pagamentos deste ciclo:

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 2ª e a 3ª parcela;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 2ª e a 3ª parcela

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 3ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 4ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em maio de 2020 recebem crédito e saque da 5ª parcela.

Confira o calendário do Ciclo 4

A primeira etapa do Ciclo 4 é de 16 de novembro a 30 de novembro, quando os beneficiários inscritos pelo app ou site, recebem o crédito em conta. Já a segunda etapa do mesmo ciclo é entre os dias 26 de novembro e 15 de dezembro, quando há a liberação para saques e transferências.

Nascidos em janeiro: depósito em 16/11 e saque em 26/11
Nascidos em fevereiro: depósito em 16/11 e saque em 26/11
Nascidos em março: depósito em 18/11 e saque em 01/12
Nascidos em abril: depósito em 18/11 e saque em 01/12
Nascidos em maio: depósito em 20/11 e saque em 03/12
Nascidos em junho: depósito em 20/11 e saque em 03/12
Nascidos em julho: depósito em 23/11 e saque em 08/12
Nascidos em agosto: depósito em 23/11 e saque em 08/12
Nascidos em setembro: depósito em 27/11 e saque em 10/12
Nascidos em outubro: depósito em 27/11 e saque em 10/12
Nascidos em novembro: depósito em 30/11 e saque em 15/12
Nascidos em dezembro: depósito em 30/11 e saque em 15/12

Pagamentos deste ciclo: 

- Beneficiários que fizeram a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto recebem a 4ª e a 5ª parcela;

- Beneficiários aprovados nas agências dos Correios entre os dias 8 de junho e 2 de julho recebem a 4ª e a 5ª parcela;

- Beneficiários aprovados em junho e julho recebem crédito e saque da 4ª e da 5ª parcela;

- Beneficiários que tiveram acesso à primeira parcela em junho recebem crédito e saque da 5ª parcela.




O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias