COVID-19

Por causa do coronavírus, Arquidiocese de Olinda e Recife pede aos fiéis com mais de 60 anos que evitem missas

Os católicos com mais de 60 anos estão dispensados do preceito dominical

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 16/03/2020 às 18:09
Notícia
TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Dom Fernando também pediu serenidade aos católicos - FOTO: TIÃO SIQUEIRA/JC IMAGEM
Leitura:

Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Com o avanço do coronavírus (Covid-19), a Arquidiocese de Olinda e Recife divulgou novas orientações aos católicos nesta segunda-feira (16). Agora, os fiéis com mais de 60 anos estão dispensados do preceito dominical e todas as atividades de catequese, assim como outros encontros de formação e demais reuniões, foram suspensos no território da Arquidiocese, que corresponde a 143 paróquias em 21 municípios.

>> Saiba tudo sobre o novo coronavírus

>> OMS orienta que isolamento de pacientes com coronavírus seja feito em hospitais

>> Veja o que abre e o que fecha em Pernambuco por conta do coronavírus

>> Coronavírus: alimentos que ajudam a melhorar a imunidade

Sobre as atividades de Páscoa, o arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, decidiu pelo cancelamento da Procissão dos Passos em Olinda e no Recife, vias-sacras públicas e encenações da Paixão de Cristo.

"Nós já emitimos três comunicados em aproximadamente dez dias. À medida que o quadro evolui, vamos procurando oferecer mais pistas para que as pessoas tenham menos riscos de contrair o vírus. Estamos insistindo, sobretudo, na questão da aglomeração, pedindo que não façam procissões e vias-sacras, comuns nessa época do ano e que reúnem muitas pessoas. Agora, também vem a festa de São José, um santo muito popular entre nós. As procissões são muito grandes, então, estamos pedindo que não façam", disse dom Fernando Saburido, durante entrevista ao Balanço de Notícias, da Rádio Jornal.

>> CNBB diz que idosos e doentes não precisam ir às missas

Veja as orientações da Arquidiocese de Olinda e Recife aos católicos

1. Em sintonia com as instituições de ensino, suspendemos todas as atividades de catequese (primeira eucaristia, crisma, catequese de adultos), assim como outros encontros de formação e demais reuniões;

2. A orientação que fizemos em 14 de março quanto à idade de 70 anos para dispensa do preceito dominical fica agora alterada para 60 anos, conforme normas civis e canônicas. Relembramos a necessidade de que os jovens ministros extraordinários da distribuição da sagrada comunhão, tomando os devidos cuidados, levem a eucaristia para estas pessoas;

3. Quando possível, realizar as celebrações sobretudo dominicais, ao ar livre, para evitar aproximação entre as pessoas;

4. Estimulamos todas as comunidades a promover momentos de oração em pequenos grupos, assim como nas famílias, para superar a pandemia que nos atingiu;

5. Cancelamos excepcionalmente as procissões dos Passos e Olinda e Recife, vias-sacras públicas e as encenações da Paixão de Cristo;

6. No que diz respeito à coleta da missa, sugerimos:

a. motivar os fiéis a trazerem sua colaboração em envelopes

b. fazer a coleta no final da missa, ficando a equipe de coletas nas portas da igreja;

7. Diante dos inadiáveis compromissos econômicos das paróquias, apelamos à consciência dos fiéis a manter a fidelidade ao dízimo, mesmo os que estão dispensados do preceito dominical.

No comunicado desta segunda (16), o arcebispo pediu ainda que os católicos tenham serenidade.

Comunicado da Arquidiocese de Olinda e Recife de Jornal do Commercio

Recomendações da CNBB contra o coronavírus

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recomendou nesta segunda-feira (16) a suspensão de encontros, assembleias, seminários e eventos em que haja aglomeração de pessoas. A entidade indicou ainda que atividades previstas para os próximos dias devem ser remarcadas, pediu maior atenção com os cuidados de limpeza nos ambientes eclesiais, com a disponibilização de álcool em gel para os fiéis, e sugeriu cuidado com informações falsas relativas à pandemia do coronavírus.

Afirmou ainda que os idosos e pessoas doentes não precisam ir às missas, ressaltando que poderão permanecer "em comunhão e unidos à comunidade de fé" acompanhando as celebrações transmitidas pelos meios de comunicação católicos.

A CNBB também recomendou que a catequese seja suspensa por 15 dias.

A nota da CNBB recomenda que é preciso prestar atenção nas recomendações do Ministério da Saúde e redobrar cautela para não compartilhar informações falsas. "A mentira, além de prejudicar o enfrentamento da doença, gera pânico, agravando a situação. Nesse sentido, oportuno é checar cada informação recebida pesquisando em outras referências."

"Solicitamos aos evangelizadores que organizem celebrações em espaços abertos, especialmente as que reúnem mais pessoas, e mantenham as igrejas mais arejadas", afirmou a CNBB no documento

Ações como o abraço da paz e dar as mãos na oração do Pai-Nosso não são recomendadas.

Casos de coronavírus confirmados em Pernambuco

Até o momento, há oito casos confirmados de coronavírus em Pernambuco. Os pacientes são duas mulheres de 58 anos, um homem de 68, uma mulher de 60, uma mulher de 97, uma mulher de 66, um homem de 71 anos, além de um passageiro de um navio de cruzeiro que atracou no Recife na última quinta-feira (12).

Ao todo, 47 casos suspeitos foram descartados e 61 continuam em investigação. Ainda há 11 casos prováveis (pessoas investigadas que tiveram contato próximo ou domiciliar com caso confirmado) no Estado.

Casos confirmados do novo coronavírus no Brasil ultrapassam 230

Os casos confirmados do novo coronavírus alcançaram 234 nesta segunda-feira (16), segundo a atualização divulgada pelo Ministério da Saúde. É mais do que o dobro de três dias atrás. Na sexta-feira (13), o total passou de 100 pela primeira vez e agora já ultrapassa os 200. No domingo (15), o balanço registrou 200 pessoas infectadas.

São Paulo é responsável por mais da metade dos casos (152). Em seguida vêm Rio de Janeiro (31), Distrito Federal (13), Santa Catarina (7), Rio Grande do Sul e Paraná (6), Minas Gerais (5), Goiás (3), Bahia, Mato Grosso do Sul e Pernambuco (2). Amazonas, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo e Rio Grande do Norte registram um caso confirmado de coronavírus (um caso por unidade da Federação).

Já os casos suspeitos ultrapassaram os 2 mil, chegando a 2.064. São Paulo lidera com 1.177, seguido por Rio Grande do Sul (119), Santa Catarina (109), Distrito Federal (107) e Rio de Janeiro (96).

Os descartados ficaram em 1.624. Ainda não foram notificadas mortes em razão da doença. Já não há nenhuma unidade da federação sem casos confirmados ou suspeitos, o que existia até semana passada (Roraima e Amapá).

Saiba como se prevenir

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Mapa do coronavírus pelo mundo

Pandemia

Na última quarta-feira (11), a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o novo coronavírus (covid-19) como uma pandemia. Uma doença infecciosa é considerada uma pandemia quando sua disseminação sai do controle e se espalha por uma região geográfica ou mesmo por todo o planeta, afetando uma grande quantidade de pessoas.

Comentários

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias