19
jul

Crítica: Berenice Procura, de Allan Fiterman

19 / jul
Publicado por Ernesto Barros às 17:42

Pela beleza natural indescritível, o contraste social, a fauna humana e o glamour associado à vida noturna da cidade, o Rio tornou-se o principal palco dos romances e filmes de crime do Brasil. Na ficção policialesca e detetivesca de Rubem Fonseca e Luiz Alfredo Garcia-Roza, por exemplo, a Cidade Maravilhosa ganha contornos trágicos e subterrâneos. […]

VER MAIS
19
jul

Crítica: Egon Schiele – Morte e Donzela, de Dieter Berner

19 / jul
Publicado por Ernesto Barros às 17:34

Um dos ícones da boêmia austríaca do início do século 20, quando Viena era o centro artístico e cultural do mundo, o pintor Egon Schiele (1890-1918) até hoje mantém intocada a aura sobre sua curta vida e vasta obra. Enquanto suas pinturas e esboços continuam a aumentar de preço, de vez em quando biógrafos e […]

VER MAIS
19
jul

Crítica: Uma Temporada na França, de Mahamat-Saleh Haroun

19 / jul
Publicado por Ernesto Barros às 12:00

Uma Temporada na França, que estreia nesta quinta-feira (19/7), no Cinema da Fundação, foi lançado em França em janeiro, com críticas positivas em publicações como Cahiers du Cinéma, Télérama e La Septième Obsession. Uma pena que os distribuidores franceses não tenham esperado para lançá-lo durante a Copa. Daqui de longe, em distância e fora da […]

VER MAIS
18
jul

Crítica: Bergman – 100 Anos, de Jane Magnusson

18 / jul
Publicado por Ernesto Barros às 20:44

Em 1997, na comemoração do seu cinquentenário, o Festival de Cannes outorgou ao cineasta sueco Ingmar Bergman a Palma das Palmas de Ouro. O prêmio, único, foi escolhido por 29 diretores que ganharam o prêmio. Apesar de haver participado de nove edições do festival, Bergman nunca fora agraciado com o Palma. Esta premiação, a qual […]

VER MAIS
12
jul

Crítica: Uma Casa à Beira-Mar, de Robert Guédiguian

12 / jul
Publicado por Ernesto Barros às 19:17

Não se pode dizer que o cinema do francês Robert Guédiguian seja minimalista, mas, em seu último longa-metragem, ele atinge aquela leveza em que o menos é realmente mais. Sem alarido e com a melancolia que só os diretores na maturidade conseguem alcançar, ele eleva ainda mais seu humanismo em Uma Casa à Beira-Mar, que […]

VER MAIS