21
jun

Crítica: O Orgulho, de Yvan Attal

21 / jun
Publicado por Ernesto Barros às 17:27

Desde os anos 1990 que o cinema francês abriu os olhos para a diversidade cultural e as diferenças sociais surgidas com a ascensão de sua população miscigenada, especialmente a de origem árabe/africana dos países da região do Magreb. A comédia O Orgulho, de Yvan Attal, não pretende fazer nenhum barulho sobre o tema, nem mesmo […]

VER MAIS
21
jun

Crítica: A Noite Devorou o Mundo, de Dominique Rocher

21 / jun
Publicado por Ernesto Barros às 17:21

Um filme pode ser pequeno, mas possuir uma grande ideia. É isso o que o jovem cineasta francês Dominique Rocher conseguiu realizar com A Noite Devorou o Mundo, seu primeiro longa-metragem, um dos melhores filmes do Festival Varilux 2018.  Toda a ação de A Noite Devorou o Mundo se passa num prédio de Paris – de […]

VER MAIS
21
jun

Crítica: Jurassic World: Reino Ameaçado, de J.A. Bayona

21 / jun
Publicado por Ernesto Barros às 16:47

Nas sessões-cabine de Jurassic World: Reino Ameaçado, exclusivas para jornalistas, a Universal Pictures exibiu uma mensagem de Steven Spielberg, na qual o cineasta comemora os 25 anos da franquia, inaugurada por ele com Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros. Mas o diretor, de 71 anos, também falou do fascínio que tinha pelos dinossauros quando ainda […]

VER MAIS
19
jun

Crítica: O Amante Duplo, de François Ozon

19 / jun
Publicado por Ernesto Barros às 9:16

O cineasta francês François Ozon poderia, no ano passado, ter dois longas-metragens no Festival Varilux de Cinema Francês. Além de Frantz, que havia participado do Festival de Berlim, em 2016, a distribuidora California Filmes já tinha engatilhado o novo filme do diretor francês, uma das sensações do Festival de Cannes de 2017. Mas a distribuidora […]

VER MAIS
18
jun

Crítica: Nos Vemos no Paraíso, de Albert Dupontel

18 / jun
Publicado por Ernesto Barros às 19:53

O filósofo francês Paul Virilio disse uma vez que o cinema é uma máquina de guerra – seja a guerra propriamente dita, seja a continuada por outros meios. A maior máquina de guerra, como todos sabem, é Hollywood. Mas a ideia já extrapolou para muitos outros lugares, como a França, por exemplo, que luta com […]

VER MAIS