operação da pf

Operação da PF faz buscas contra Ramagem, pré-candidato de Bolsonaro no Rio, por suposta espionagem

Homem de confiança de Bolsonaro, Alexandre Ramagem é alvo da PF nesta quinta (25) em operação sobre suposta espionagem na Abin, Ramagem foi o escolhido de Jair para se candidatar à Prefeitura do Rio

Imagem do autor
Cadastrado por

Cynara Maíra

Publicado em 25/01/2024 às 8:38 | Atualizado em 25/01/2024 às 9:22
Notícia
X

Nesta quinta-feira (25), a Polícia Federal faz buscas no gabinete e apartamento do deputado Alexandre Ramagem (PL-RJ) em operação sobre supostos casos de espionagem na Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Ramagem era o diretor da Abin durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). 

Alexandre Ramagem foi o escolhido do PL de Bolsonaro para ser pré-candidato na disputa municipal pela Prefeitura do Rio de Janeiro. 

ALEXANDRE RAMAGEM É ALVO DA PF EM OPERAÇÃO SOBRE ESPIONAGEM NA ABIN

A operação da PF nesta quinta, chamada de "Vigilância Aproximada" foi nos endereços vinculados com os suspeitos de envolvimento no esquema de monitorar ilegalmente autoridades públicas e cidadãos comuns com um software israelense.

A polícia indica que ferramentas de geolocalização em dispositivos móveis eram usados sem autorização judicial ou conhecimento das pessoas monitoradas. 

A ação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), com 21 mandados de busca e apreensão, sendo 18 desses em Brasília. Não foram divulgados os nomes dos alvos da PF, mas são apresentados sete policiais federais e outros três servidores da Abin, fora Ramagem. 

Além das buscas, também foram realizadas medidas alternativas à prisão, como a suspensão de sete policiais federais que estariam envolvidos no esquema de espionagem. É indicado pela PF que parte da estrutura da Abin era utilizada para criar dossiês e monitorar desafetos políticos do governo. Ramagem também impediu, na época, que os funcionários suspeitos fossem demitidos. 

O software que usava dados de GPS para monitorar políticos, servidores públicos, jornalistas, policiais e até juízes foi comprado poucos dias antes da posse de Jair Bolsonaro, ainda no governo Temer (MDB) e foi utilizado até o terceiro ano de mandato. 

BOLSONARO PODE SER INDICIADO PELA POLÍCIA FEDERAL; CONFIRA:

RAMAGEM É NOME DE CONFIANÇA DE BOLSONARO E PRÉ-CANDIDAO PARA PREFEITURA DO RIO

Além de deputado federal e ex-diretor da Abin, Alexandre Ramagem é considerado homem de confiança de Jair Bolsonaro e foi escolhido pelo ex-presidente para ser seu candidato na disputa pela Prefeitura do Rio de Janeiro nas eleições desse ano. 

Em resposta à mobilização, o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, indica que a operação da PF é perseguição contra o partido, que também foi afetado pela operação contra o deputado Carlos Jordy (PL-RJ) na Lesa Pátria. Ambas as autorizações foram assinados pelo ministro Alexandre de Moraes. 

Tags

Autor