ELEIÇÕES 2020

''PT e PSB não terão meu apoio nem hoje e nem nunca'', garante Delegada Patrícia

Candidata admitiu derrota ao discursar em comitê. Daniel Coelho (Cidadania), que organizou campanha da delegada, disse que eventuais apoios ainda serão analisados

JC
JC
Publicado em 15/11/2020 às 21:40
Notícia

Cássio Oliveira/JC
Delegada Patrícia admitiu derrota, ao chegar em comitê na noite deste domingo (15) - FOTO: Cássio Oliveira/JC
Leitura:

Mesmo antes do resultado final da apuração dos votos no Recife, a candidata a prefeita Delegada Patrícia (Podemos) chegou ao seu comitê, no Pina, Zona Sul da cidade, para cumprimentar seus apoiadores e admitir que não passou ao segundo turno da eleição. No local, ela já deixou claro que no segundo turno - que será disputado entre PT e PSB - não apoiará nenhum dos partidos. "Eu mantenho minha coerência. Não subo em palanque nem do PSB e nem do PT. De antemão, já adianto que PT e PSB não terão meu apoio nem hoje e nem nunca. Votarei em branco", afirmou.

Estou muito feliz pela jornada que trilhamos e orgulhosa de ter vocês comigo. Hoje, nos despedimos do nosso comitê, onde vivemos momentos tão marcantes da campanha, com a sensação de dever cumprido e com a certeza de que vamos continuar acreditando em um novo futuro para o Recife.
Delegada Patrícia (Podemos).

Em sua primeira disputa eleitoral, a delegada tentou a polarização com as legendas esquerdistas, se colocando como a "verdadeira mudança. No entanto, Patrícia viu as intenções de voto nas pesquisa reduzirem, até mesmo após o apoio declarado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O presidente chegou a apagar publicações apoiando candidatos no Brasil, mas manteve a live realizada com Patrícia da última segunda-feira (9). "Lidamos com uma máquina que tem Estado, município, tivemos muitas candidaturas, mas o saldo é positivo", comentou a delegada.

Após a apuração do TSE, a delegada encerrou sua participação no pleito em quarto lugar, com 112.296 votos, o equivalente a 14,06% dos votos. Diante do resultado, a candidata disse sair com um "saldo positivo da campanha". "Foi uma campanha linda, uma campanha limpa, honesta, é uma alegria ter o apoio de milhares de pessoas. Saímos com saldo positivo e está sendo dia feliz, muitas pessoas querem real mudança e nossa batalha de combate à corrupção de defesa do povo vai continuar", afirmou a candidata. 

DIVULGAÇÃO
Delegada Patrícia ficou em quarto lugar na disputa pelo Recife - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Delegada Patrícia ficou em quarto lugar na disputa pelo Recife - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Delegada Patrícia ficou em quarto lugar na disputa pelo Recife - DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO
Delegada Patrícia ficou em quarto lugar na disputa pelo Recife - DIVULGAÇÃO

Coordenador da campanha da Delegada Patrícia, o deputado federal Daniel Coelho (Cidadania) disse que a campanha veio com mudanças reais para o Estado, elencou o saldo para o partido e sinalizou que Patrícia sai do pleito como "alguém importante para a política pernambucana". O candidato a vice-prefeito Leo Salazar também esteve no comitê de Patrícia.

Divergindo de Patrícia, Daniel Coelho disse que apoios num eventual segundo turno ainda serão analisados. "Isso a gente vai analisar quando a eleição estiver encerrada", pontuou. A decisão virá de forma colegiada entre a direção estadual e municipal do partido, bem como da escuta dos vereadores, segundo Coelho. 

Derrota

Ao discursar no comitê da campanha, a Delegada Patrícia classificou a eleição como "extremamente desigual" e admitiu a derrota. "Nós não ganhamos a eleição, mas eu ganhei uma família. Isso é só o início de uma longa jornada. Fizemos uma campanha limpa e honesta, onde em nenhum momento nos perdemos dos nosso valores. Nós lutamos bravamente numa eleição extremamente desigual, com ataques que sofremos de todos os lados", disse a candidata que, bastante emocionada, foi aplaudida por sua militância, colocada nos braços coberta de abraços por todos os presentes. 

Já nesta segunda-feira (16), ela volta a atuar como delegada da Polícia Civil de Pernambuco. De acordo com ela, o espirito de defesa do povo vai continuar. Ela afirma que seguirá fiscalizando o poder público. 

"Torço para que a população siga querendo mudança e torço que um dia a população do Recife não more mais na lama, não vivam em uma cidade violenta, destruída, amo minha cidade, é minha terra, meu povo e quero que a gente progrida", comentou Delegada Patrícia. "Espero que esse apoio continue e teremos dias melhores, talvez, daqui a alguns anos, acredito na mudança e a gente vai continuar buscando isso", comentou.

Nas redes sociais, a candidata destacou que sua campanha foi limpa.

Comentários

Últimas notícias