Nova onda

Estado amplia exigência para passaporte vacinal e reduz número de pessoas em eventos

Na semana passada, o secretário de Saúde já havia alertado para a possibilidade de novas restrições

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 10/01/2022 às 18:33
BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM
Entrevista com o Governador de Pernambuco, Paulo Câmara. - FOTO: BRUNO CAMPOS / JC IMAGEM
Leitura:

O governo do Estado adotou medidas mais duras para tentar conter a nova onda de doenças respiratórias em Pernambuco.

Confira as restrições em detalhes

Dois decretos de Paulo Câmara estarão sendo publicados neste sentido de hoje para amanha.

A validade das primeiras medidas será de 14 de janeiro até o final do mês, podendo posteriormente serem modificadas, em fevereiro.

No primeiro deles, o Estado amplia a exigência do passaporte vacinal para várias atividades, como alimentação em bares e restaurantes e até cinemas. O cliente terá que apresentar o cartão da vacina para ser atendido.

Na segunda medida, o número de pessoas em eventos será reduzida de 7,5 mil para 3 mil, além da cobertura vacinal será exigido ainda um exame negativo de covid para entrar nos eventos. A medida também vale de 14 de janeiro até 31 de janeiro, devendo ser reavaliada no mês do carnaval. As prefeituras já cancelaram os eventos públicos.

A medida foi antecipada, mais cedo. Em conversa com a imprensa, após ser empossado, o novo presidente do TCE, Ranilson Ramos, falou que o Governo de Pernambuco deve anunciar novos protocolos de enfrentamento a pandemia “nas próximas horas”.

Comentários

Últimas notícias