Aliança entre primos

Marília Arraes explica apoio à reeleição de João Campos

Com o apoio ao grupo de João Campos (PSB), o Solidariedade deve indicar um secretário na Prefeitura da Cidade do Recife e passar a contar com o vereador Zé Neto como candidato pelo Solidariedade

Imagem do autor
Cadastrado por

Jamildo Melo

Publicado em 02/04/2024 às 15:55 | Atualizado em 02/04/2024 às 16:29
Notícia
X

A ex-deputada Marília Arraes, presidente do Solidariedade, confirmou na tarde desta terça-feira, ao blog de Jamildo, o apoio à reeleição do prefeito João Campos (PSB). A movimentação foi revelada mais cedo pela coluna eletrônica.

Entre outras justificativas, a líder do Solidariedade explicou que tomou a decisão ouvindo muita gente na cidade e depois de estar "vendo muitos dos sonhos que nós defendemos sendo construídos e priorizados".

"Para quem tem compromisso com a população, de verdade, a política do rancor ou do retrovisor não tem espaço. O que importa é a soma de esforços para multiplicar os resultados que o Recife começou a apresentar", justificou, em comunicado ao blog.

"Hoje, anunciamos o apoio à reeleição do prefeito João Campos e fazemos isso de onde sempre estivemos: ao lado do povo. Faremos isso na periferia do Recife, que conhece como ninguém os problemas e necessidades de nossa cidade e não em salas fechadas ou escritórios refrigerados. Faremos isso ao lado de quem sempre foi nossa prioridade, nossa gente".

Agora com o Solidariedade, o prefeito João Campos passará a ter apoios do próprio PSB, Republicanos, Avante, MDB e da federação PT/PCdoB/PV. Apesar da disputa interna no PT pela vice no Recife, os petistas já indicaram o apoio ao socialista em uma das reuniões do diretório pernambucano.

"Mais do que uma aliança política, esta é uma união pelo Recife e por nossa gente. Pelo trabalho capaz de transformar vidas com a ação que chega na ponta e que dá resultado. Sigo do lado onde sempre estive, do lado certo da história e aqui segurei acompanhada de quem se propões a estar nesta mesma caminhada", afirmou.

"Minha vida sempre foi marcada pela luta em defesa da democracia e das causas progressistas. Em 2022, quando reelegemos o presidente Lula para comandar o Brasil, conquistamos uma vitória conjunta, fruto uma frente ampla. De lá para cá, ninguém ficou parado em cima do muro. Superamos divergências e avançamos com a melhor opção para o Brasil", afirmou ainda.


Com o apoio ao grupo de João Campos (PSB), o Solidariedade deve indicar um secretário na Prefeitura da Cidade do Recife e passar a contar com o vereador Zé Neto como candidato pelo Solidariedade, aproveitando a janela partidária. O vereador foi eleito pelo Pros e deve ajudar a engrossar a legenda.

Nas eleições passadas, o Blog de Jamildo já havia revelado que João Campos já fez as pazes com Marília Arraes.

Naquela época, eleições estaduais de 2022, os gestos de Marília Arraes visavam ampliar o palanque de olho na ampliação da votação no segundo turno. Ela havia perdido a dianteira para a tucana Raquel Lyra.

Curiosamente, a conversa aconteceu na casa do deputado federal André de Paula, do PSD, que foi candidato ao senado na chapa da neta de Arraes. André de Paula serviu de ponte entre os dois porque havia sido aliado da Frente Popular até a janela eleitoral, quando Lula cobrou a vaga do Senado para o PT e ele ficou sem espaço com o PSB e PT. Hoje em dia, André de Paula é ministro de Lula, mas aliado de Raquel Lyra.

Tags

Autor