Cenário econômico em Pernambuco, no Brasil e no Mundo, por Fernando Castilho

JC Negócios

Por Fernando Castilho
castilho@jc.com.br

Informação e análise econômica, negócios e mercados

Coluna JC Negócios

Pernambuco perde o empresário José Ricardo Barbosa, criador do Café Petinho e que ligou Luiz Gonzaga à marca

A Marca Petinho logo fez sucesso e nas décadas de 70, 80 e 90 foi líder no segmento popular ancorada numa campanha estrelada apelo Rei do Baião Luiz Gonzaga.

Fernando Castilho
Fernando Castilho
Publicado em 07/02/2021 às 19:20
Notícia
Reprodução
Marca do Café Petinho com a imagem de Luiz Gonzaga - FOTO: Reprodução
Leitura:

Morreu, na madrugada deste domingo (7), aos 87 anos, de um AVC, o empresário pernambucano José Ricardo Barbosa, fundador do Moinho Petinho, uma das marcas de maior recall do segmento no Nordeste, pela publicidade eternizada por Luiz Gonzaga de quem Barbosa foi amigo.

O sepultamento ocorreu neste domingo, às 17h, no Cemitério Morada da Paz.

A empresa Moinho Petinho Indústria e Comercio Ltda., foi fundada pelo empresário e deputado estadual Edgar Lins Cavalcante, em 30 de agosto de 1966, na Rua 21 de Abril, no bairro da Mustardinha, no Recife onde funciona até hoje com o foco em torrefação e moagem de café.

Cinco anos depois, Almeida vendeu a empresa a Barbosa. Cavalcante continuou na política, mas continuou sendo conhecido como Edgar do Café Petinho.

A marca Petinho logo fez sucesso e nas décadas de 70, 80 e 90 foi líder no segmento popular ancorada numa campanha estrelada pelo Rei do Baião Luiz Gonzaga que deixou vários bordões. Somente nos anos 2000 ela perdeu a liderança para o Café São Brás e depois de 2010, para o Santa Clara.

Um deles diz “Café Petinho, agora na Lata”. Outro foi uma versão de sua música Pagode Russo com uma letra que o próprio Gonzaga adaptou relacionando o seu prestígio ao café. Dizia "Café Petinho é o melhor café. Se você não acredita pergunte a Nazaré.”

Para o consultor e especialista em café, o jornalista Romoaldo de Souza, José Ricardo Barbosa foi um pioneiro. Alguém que se preocupou em dar visibilidade aos pequenos produtores, pagando-lhes um preço justo. José Ricardo se orgulhava de antecipar a compra da safra, antes mesmo da florada do café, ‘para ajudar no sustento dos produtores’

Era uma empresário que apostava no produto como favor agregador das famílias e que fazia questão de ter à mesa, deliciosas xícaras de café e um catálogo de itens que falam dos benefícios do grão que chegavam à casa de milhões de pernambucanos.

Atualmente, o Moinho Petinho é liderado pelos seus filhos e do café partiu para uma linha de café extraforte e achocolatados e leite em pó.

Mas desde 1966, Petinho fez questão de se apresentar como uma fábrica um café genuinamente nordestina e foco em produtos de baixo custo. Sua comunicação insistia no discurso de “feito por nossa gente, do nosso jeito, com o nosso paladar.

Talvez por isso que ele também, faz parte da história de nossa indústria de café. Amigo do Rei do Baião, Barbosa fez uma homenagem a Luiz Gonzaga por ocasião dos seus 80 anos.

Numa de suas várias publicidades para o Café Petinho, Gonzaga diz “Troque suas embalagens de produtos Petinho por brindes. Juntou trocou. Tás vendo? Café Petinho. Bom e a embalagem ainda vale dinheiro".

A empresa entrou também no mercado de achocolatados que na sua apresentação mostra um produto mais simples com cerca de 70% de sacarose ou de outros açúcares e cerca de 30% de cacau em pó. A empresa também lançou o achocolatado Petinho Premium D...

Com parcerias com outras empresas a empresa usa sua marca no leite em pó. E até mesmo o queijo do reino Petinho tipo bola. e o queijo ralado Petinho de 50 gramas.

VEJA MAIS 

Pernambuco perde Licínio Dias Filho, empresário que ajudou a difundir o vinho no Nordeste

"Faltou, Telefonou, Chegou" - Pernambuco perde o empresário José Maria de Miranda, criador da Z. Albuquerque

Tarcísio Pereira, da Livro 7, foi o maior patrono da leitura no Nordeste

Homem mais rico do Brasil, Joseph Safra brigava com prefeito de Londres por novo prédio icônico para a cidade

Antes de sair do Brasil, Ford produziu Jeep Chapéu de Couro e Rural Willys em Jaboatão dos Guararapes

Comentários

Últimas notícias