11
set

Obra artística que permite público se passar por executado de terrorista causa polêmica

11 / set
Publicado por O Viral às 17:45

Exposições artísticas sempre vêm acompanhadas de uma boa polêmica. Recentemente, contamos aqui um fato irônico que aconteceu em Portugal em que durante uma exposição de arte, um homem caiu em fosso de obra que parecia uma pintura no chão. Desta vez, o caso aconteceu na Holanda e se trata de instalação artística no festival cultural Gogbot.

A obra convida os visitantes a se passarem por uma pessoa que está para ser executada por um terrorista do Estado Islâmico (EI) conhecido como Jihadi John, em tamanho natural. Funciona assim: o quadro é cortado ao meio para que as pessoas, por trás dele, possam posar como vítima do terrorista.

O rosto do visitante ocupa o do sequestrado através de um buraco. Além do uniforme laranja, a imagem se baseia exatamente nos preparativos para uma execução padrão do EI.

Imagem: Reprodução/Democratisch Platform Enschede

Ataques

O trabalho é assinado por Anne Bothmer, de 22 anos. “Como espectador desses ataques, não queremos experimentá-los, mas queremos ser parte disso”, declarou a artista em entrevista. Para o diretor da Democratic Platform Enschede, Arjan Brouwer, a ideia não convenceu. “Pedimos com urgência que o prefeito remova esse elemento imediatamente o evento. Imagens de genocídio não fazem parte desse evento e é desnecessário expor os moradores e as nossas crianças ao terrorismo.” Apesar das polêmicas, a autora garante que têm recebido mais reações positivas.

*Com informações do Extra


Veja também