Guerra na bomba

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS: Oposição faz protesto na porta de Paulo Câmara, nesta terça

Bolsonaristas querem pressionar Paulo Câmara a reduzir o ICMS sobre os combustíveis em Pernambuco

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 04/07/2022 às 20:18 | Atualizado em 05/07/2022 às 12:31
Hélia Scheppa/SEI e Marcos Corrêa/PR
Paulo Câmara e Jair Bolsonaro - FOTO: Hélia Scheppa/SEI e Marcos Corrêa/PR
Leitura:

A oposição bolsonarista ao governador Paulo Câmara promete parar o Recife, nesta terça-feira, com um protesto na porta do Palácio do Campo das Princesas, a partir das 9 horas. O principal combustível para a manifestação é a guerra pela redução do ICMS nos combustíveis, proposta por Bolsonaro em uma lei federal.

O tema virou uma disputa judicial no STF, que recebeu ações dos Estados.

"Será que mais uma vez Paulo Câmara não vai cumprir com a palavra? Até este horário, o governador não anunciou a redução do ICMS conforme prometido por ele. Uma falta de respeito aos pernambucanos! Por essa razão, a Mobilização pela redução do ICMS está mantida para esta terça feira", afirma o deputado estadual Alberto Feitosa, um ex-secretário de governos socialistas que se radicalizou sob Bolsonaro.

Os estados foram ao STF pedir uma solução, alegando que o governo federal vetou compensações pela União e terá perdas bilionárias com a mudança dos alíquotas.

Hermes Costa Neto/Divulgação
Anderson Ferreira e Gilson Machado, respectivos pré-candidatos do PL ao Governo de Pernambuco e ao Senado, em ato no Recife - Hermes Costa Neto/Divulgação

Gilson Machado e Anderson Ferreira chegaram a comemorar suposta redução do ICMS

"O governo de Pernambuco reduziu nesta segunda-feira (04), o valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis. A decisão foi tomada após a pressão popular durante o encontro “O Nordeste sabe o que quer”, realizado pelo PL no último domingo, no bairro do Pina, na Zona Sul do Recife", comentou mais cedo a dupla, em vídeo.

No domingo, o evento contou com as presenças do pré-candidato ao senado Gilson Machado, do pré-candidato ao Governo do Estado, Anderson Ferreira, e do opresidente Bolsonaro, que interagiu de forma virtual com políticos e apoiadores no ato.

Na avaliação dos dois oposicionistas, "outro fato que teria ocasionado a mudança de opinião do gestor estadual teria um vídeo que viralizou no sábado (02), onde Gilson criticou a postura do Governador Paulo Câmara em não ter aderido a redução do Imposto".

"O ex-ministro do turismo e pré-candidato ao senado Gilson Machado reafirmou que segue em defesa do povo pernambucano, atento as situações que prejudiquem a população, principalmente as que podem ser sanadas pelo do Governo do Estado", comemoraram.

Um novo vídeo foi postado nas redes sociais na tarde desta segunda-feira (04), agora com a participação do pré-candidato ao governo, Anderson Ferreira, reafirmando que "a atitude só foi tomada por parte do Governo de Pernambuco após a pressão realizada no fim de semana".

ARTES JC
As perdas do Municípios do Nordeste segundo a CNM - ARTES JC

Matéria de origem

Comentários

Últimas notícias