Despedida

Ídolo do Sport, Magrão posta vídeo em rede social se despedindo do clube

Goleiro de 42 anos agradeceu ao Leão, torcida e ao estado de Pernambuco, por tudo que recebeu nos mais de 14 anos de clube

JC Online
JC Online
Publicado em 09/07/2019 às 19:46
Notícia
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Magrão com a camisa do Sport. - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Na noite desta terça-feira (9), após sair o anúncio do acordo judicial entre Magrão e o Sport pela rescisão contratual e o parcelamento das dívidas, o goleiro publicou um vídeo em seu Instagram. Nele, o ídolo leonino se despede e agradece ao clube e torcida por tudo que viveu em seus mais de 14 anos no Sport.

CONFIRA

''Olá, pessoal. Venho comunicar a todos que tudo tem um início e um fim. É com muita alegria que eu vou ter, pelo resto da minha vida, jogado no Sport Clube do Recife. Um clube onde eu cheguei desacreditado, onde as pessoas não me conheciam. Graças a Deus e com a ajuda da minha família eu pude mostrar o meu serviço e ter ajudado junto com os meus companheiro ter conquistado vários títulos. Claro que tivemos derrotas, mas muito mais vitórias durante esses 14 anos que estive no Sport Clube do Recife. Sou muito grato a todos vocês, sou muito grato a torcida, sou muito grato a cidade, sou muito grato ao Estado, onde tenho um reconhecimento muito grande. Muito obrigado a todos vocês!''

View this post on Instagram

A post shared by Alessandro Beti Rosa (@magraogoleiro) on

O ACORDO

O goleiro Magrão chegou a um acordo com o Sport nesta terça-feira. O clube pernambucano terá que pagar R$ 1,875 milhão ao arqueiro em 44 parcelas, de R$ 42.613 e ainda terá que rescindir o contrato do jogador junto à Confederação Brasileira de Futebol. Magrão pediu a rescisão unilateral do contrato e R$ 5.016.853,16 como valor da causa. Apesar de todo o contexto conturbado, as reuniões de conciliação conseguiram avançar bastante e chegaram rapidamente a este resultado, encerrando a passagem de 14 anos do ídolo na Ilha do Retiro.

O resultado do processo foi publicado no site do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região no final da tarde desta terça-feira (9). O Sport terá que pagar o valor acordado em 44 parcelas, no valor de R$ 42.613,00 cada uma. A primeira será paga já em agosto, com vencimento no dia 20. A partir daí, os pagamento ocorrem sempre no dia 15. Caso ocorra o atraso de cinco dias no pagamento desse acordo, há uma multa de 100% do valor. Se, no período de dez dias, o Rubro-negro não liberar Magrão, terá que pagar uma multa de R$ 10 mil. Sobre a rescisão, as duas partes concordam que o contrato foi encerrado no dia 25 de junho. Assim, o Leão tem que rescindir o contrato do goleiro junto à Confederação Brasileira de Futebol em dez dias.

RELEMBRE O CASO

A ação de Magrão contra o Sport, para cobrar atrasos salariais e também a rescisão de contrato, veio a tona no dia 25 de junho, depois do goleiro não ter se reapresentado ao clube para treinar, durante a paralisação da Série B. Em um primeiro momento, o caso ficou sob segredo de justiça, com a juíza Ana Isabel Koury. No entanto, ela informou, com exclusividade na Rádio Jornal, que deixou o caso para evitar insinuações de parcialidade na solução do processo, seja pela parte acusadora (Magrão) ou do acusado (Sport), por ser casada com um ex-dirigente do Leão, Flávio Koury.

O processo passou a ficar com a Dra. Maria Carla Dourado de Brito Jurema, que quebrou o segredo de justiça e, com isso, foi possível observar o valor de R$ 5.016.853,16 cobrados pelo goleiro Magrão, referentes ao não recolhimento do FGTS, salários atrasados (na CLT), direitos de imagem, férias, 13º e premiações relacionadas aos anos de 2010 a 2019.

Os representantes dos clubes e do jogador participaram de duas reuniões para tentar um acordo inicial e, em ambas, as partes comentavam sobre a expectativa de acerto.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias