COLUNA MOBILIDADE

Estações de BRT e Terminais Integrados ganham segurança para evitar vandalismo

Um Centro de Controle Operacional (CCO) será inaugurado nesta sexta (29) e faz parte do cronograma de ações da gestão privada

Roberta Soares
Cadastrado por
Roberta Soares
Publicado em 27/04/2022 às 7:00 | Atualizado em 27/04/2022 às 16:47
DIVULGAÇÃO
O CCO ficará instalado no TI CDU, equipamento localizado no cruzamento da BR-101 com a Avenida Caxangá, na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, e será os olhos da gestão - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

A principal aposta da nova gestão dos Terminais Integrados e estações de BRT é o Centro de Controle Operacional (CCO), que será inaugurado na sexta-feira (29).

O CCO ficará instalado no TI CDU, equipamento localizado no cruzamento da BR-101 com a Avenida Caxangá, na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife, e será os olhos da gestão.

Serão as câmeras do CCO que irão monitorar todos os TIs e estações para reduzir o vandalismo dos equipamentos - talvez o principal problema das unidades, especialmente do sistema BRT - e oferecer segurança aos passageiros e operadores.

“Começaremos com poucos TIs e estações ligadas a ele. Mas gradativamente vamos ampliando. Estamos atuando na melhoria da infraestrutura, mas sem dúvida a tecnologia é o nosso primeiro investimento. O primeiro passo. Em 90 dias de contrato (fevereiro-abril), como acertado, estaremos inaugurando o CCO com o objetivo de garantir a segurança nos equipamentos”, afirma o diretor-presidente da Nova Mobi Pernambuco, Gilberto Torres de Menezes.

Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem

Todos os TIs e estações de BRT já estão com vigilância noturna. Durante o dia, as estações tem funcionários na operação e os TIs contam com seguranças. “Queremos dar um freio no vandalismo. As câmeras vão permitir isso”, reforça o diretor-presidente.

O CCO está sendo entregue dentro do prazo previsto. O pacote de concessões tem três premissas. A primeira é a melhoria imediata dos equipamentos, com reformas e zeladoria. Uma arrumação logo no início.

A segunda é a requalificação dos espaços, com adoção de novos equipamentos, como bicicletários nos sete primeiros TIs e paraciclos em todos os outros, além de teto verde, por exemplo. E a terceira, que será após os quatro anos iniciais, é o estudo de vocação dos TIs, identificando os potenciais de cada um para tentar agregar serviços e produtos.

Esse mesmo CCO irá viabilizar informações em tempo real para os passageiros sobre a chegada e saída dos ônibus e BRTs nos TIs e estações. E a previsão é de que isso aconteça ainda em 2022.

Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Todas as ações e intervenções estão previstas no contrato de concessão pública no valor de R$ 113 milhões (dinheiro que será pago pelo governo do Estado) e duração de 35 anos - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem

Arrumação começa nos TIs e estações de BRT do Grande Recife

O caminho ainda é longo, os problemas são muitos e é importante que todos os passageiros saibam disso. Mas as mudanças nos Terminais Integrados (TIs) e nas estações de BRT da Região Metropolitana do Recife começaram.

Desde fevereiro, a empresa Nova Mobi Pernambuco, que ganhou a licitação para gerir os 26 TIs e as 44 estações do sistema BRT, iniciou os trabalhos de requalificação e modernização das unidades.

Ainda são poucos TIs e estações com intervenções, mas já é possível ver que os equipamentos passaram a ter um gestor - algo que o governo de Pernambuco não vinha conseguindo fazer como deveria.

As unidades que já estão sendo cuidadas são os TIs Joana Bezerra (área central do Recife) Xambá (Olinda), Camaragibe (Camaragibe) e Caxangá (Zona Oeste da capital).

Os quatro devem estar repaginados até agosto. Quase 200 mil pessoas utilizam as unidades diariamente. Todos os TIs já estão com internet Wi-Fi gratuita.

Em breve, a Nova Mobi Pernambuco atuará no TI Macaxeira, um dos mais complicados operacionalmente pela falta de espaço e a alta demanda - 52 mil passageiros por dia.

Vale lembrar que todas as ações e intervenções estão previstas no contrato de concessão pública no valor de R$ 113 milhões (dinheiro que será pago pelo governo do Estado) e duração de 35 anos.

Estão previstos investimentos na ordem de R$ 1,5 bilhão. Pelo cronograma de atuação, o primeiro ano é de arrumação. Mas em até quatro anos, terão que ser investidos R$ 85 milhões do total.

ALEXANDRE AROEIRA/JC IMAGEM
INVESTIMENTO Intervenções estão previstas no contrato de concessão pública no valor de R$ 113 milhões - ALEXANDRE AROEIRA/JC IMAGEM
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem
Alexandre Aroeira/JC Imagem
Melhorias nos terminais integrados e estações do BRT. - Alexandre Aroeira/JC Imagem

“Estamos começando a colocar ordem nos equipamentos. Impermeabilizando a laje dos terminais, pintando as estruturas, ampliando e requalificando os banheiros e organizando as filas de embarque e desembarque. Também iremos recuperar o pátio dos ônibus, além de outras ações”, explica o gerente operacional da Nova Mobi Pernambuco, Carlito Rodrigues.

No TI Joana Bezerra, por exemplo, por onde passam 41 mil passageiros diariamente, as obras estão avançando. Embora o equipamento esteja com um número impressionante de comerciantes informais - principalmente na passarela de acesso ao Metrô do Recife - é possível identificar as melhorias começando.

IDEIAS INOVADORAS E NOVOS SERVIÇOS

A nova concessão dos TIs e estações de BRT é uma Parceria Público-Privada (PPP) no formato de concessão administrativa, ou seja, há aporte financeiro durante a vigência do contrato, mas sem cobrança dos usuários - já que o passageiro paga a tarifa do transporte e acessa as unidades com ela.

Além de prever amplas reformas física, administrativa e operacional, a proposta do governo de Pernambuco é uma reformulação conceitual dos TIs, com uma estratégica exploração comercial dos possíveis potenciais das unidades.

Está buscando a inserção dos terminais às cidades onde estão localizados para que sejam vistos além de uma simples estação de embarque e desembarque. Que possam incorporar os chamados empreendimentos associados - modelo já adotado com sucesso em muitos sistemas de transporte, inclusive no Brasil.

E que geram uma razoável renda extra tarifária para o transporte - tão dependente da passagem paga pelo usuário.

Comentários

Últimas notícias