PROGRAMAS SOCIAIS

Auxílio Brasil: mais uma vez, várias pessoas se aglomeram em frente à sede do CadÚnico, no Centro do Recife, em busca de atendimento e informações

Homens, mulheres, mães com bebês de colo, crianças e idosos, se aglomeram sob o sol em busca de uma das cerca de 200 fichas de atendimento oferecidas na sede

Julianna Valença
Cadastrado por
Julianna Valença
Publicado em 08/11/2021 às 13:12
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
PÚBLICO Mais de 14,6 milhões de famílias começam nesta quarta-feira (17) a sacar alguma quantia pelo Auxílio Brasil; número deve aumentar aos poucos - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações da repórter Beatriz Albuquerque da TV Jornal

O grande volume de pessoas que se aglomeram nas calçadas da Rua do Imperador, no Centro do Recife, se repete. Mais uma vez, homens, mulheres, mães com bebês de colo, crianças e idosos, se aglomeram sob o sol em busca de uma das cerca de 200 fichas de atendimento oferecidas na sede.

>> Fim do Bolsa Família: desinformação sobre novo Auxílio Brasil e calendário incerto geram temor entre os mais pobres no Recife

A maioria procura esclarecimentos sobre o Auxílio Brasil - programa anunciado pelo Governo Federal como substituto do Bolsa Família. Esse é o caso de Keila Maria da Silva, que recebia o Bolsa Família há dois anos, mas depois de deixar de fazer parte do perfil, não renovou mais o cadastro. Agora desempregada, ela está na dúvida se deverá refazer o cadastro. “Ninguém sabe se vai receber ou não, se tem direito ou não”, afirma Keila, que esperava pelo atendimento.

A vendedora Ana Paula Silva também aguardava em frente ao CadÚnico sem saber se conseguiria uma ficha de atendimento. A mulher é beneficiária do Bolsa Família, mas estava com dúvidas sobre o cadastro e também sobre o recebimento para o novo auxílio. “Queremos saber se vamos receber [o auxílio] no mesmo cartão que recebemos o Bolsa Família. Também, se ele vai cair na mesma conta ou se vai precisar de um novo cartão”, explica a moradora do Recife.

De acordo com a Prefeitura do Recife, desde o anúncio do Governo Federal sobre o Programa Auxílio Brasil, houve um acréscimo na demanda relativo à inscrição e atualização do CadÚnico. “O programa pretende dar continuidade do benefício às famílias que já eram contempladas pelo Bolsa Família. Entretanto, ainda não há informação se a família que não recebe o benefício do Bolsa Família conseguirá ser contemplada pelo Auxílio Brasil, pois não há detalhes sobre quais critérios as novas famílias precisarão atender”, informou em nota.

 

Atualização do Cadastro Único

Segundo a Prefeitura do Recife, a atualização do cadastro no sistema de assistencialismo do Governo só é preciso ser feita a cada dois anos. Por exemplo, se o cidadão fez a atualização cadastral ainda em 2020, ele só precisará atualizar esse cadastro em 2022. Em casos de mudanças no grupo familiar, renda ou endereço, a atualização precisa ser feita antes dos dois anos. A data da última atualização do Cadastro Único pode ser checada por meio do aplicativo ou site (meucadunico.cidadania.gov.br).

Além da Sede do CadÚnico, que funciona das 8h às 16h, a atualização pode ser feita através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro. No Recife, existem 14 centros espalhados pela cidade. Confira:

Comentários

Últimas notícias